enkontra.com
Fechar busca

Atlético

Atlético Paranaense

Atlético Paranaense

Novidade

Atlético terá parceiro ligado a criptomoeda

Parceria será apresentada nesta sexta-feira (28) na Arena da Baixada; empresa se diz pioneira em uso de bitcoin para transferências de atletas

  • Por Redação

O Atlético apresenta nesta sexta-feira (29) uma nova – e surpreendente – parceria. A partir das 14h, na Arena da Baixada, o presidente do Conselho Deliberativo, Mário Celso Petraglia, será o responsável por anunciar a parceria com a Inoovi LTD, uma empresa de Hong Kong que, segundo seu site, é pioneira no uso de bitcoin (a moeda virtual) para transferências de jogadores.

O mecanismo desta criptomoeda é complexo, principalmente para quem é leigo. Qualquer pessoa pode comprar IVI, o nome da moeda virtual, que pela página da Inoovi custa 1.20 dólar. Com essa moeda, o investidor pode adquirir benefícios nos clubes (“Comprando uma experiência única com equipes, dentro e fora do campo, obtenha acesso ao Lounge VIP durante qualquer partida e faça parte da sessão de treinamento e exercícios e assim por diante”).

Mas o principal destaque oferecido pela Inoovi é a transformação dessa criptomoeda em um ativo do clube. “IVI está aqui para espalhar o mundo com o seu próprio token permitindo que qualquer pessoa receba uma parte desses lucros, todos os dias. Sim todos os dias. Assim que um novo Clube de Esporte contratado pela IVI, adicionado a todos os Clubes de Esportes já assinados, a tecnologia Blockchain permite que a INOOVI conceda a cada um dos Proprietários de Token IVI a sua parte de lucros”, diz o site da empresa.

Na área destinada a clubes e empresários, a nova parceira do Atlético é mais direta: “Você é um fã ou apoiador do esporte? Participe da gestão de clubes esportivos com a compra do nosso Token IVI. Seja ‘acionista’ de todas as transferências e dos rendimentos do esporte profissional e das atividades de transferência dos jogadores de influência, ao se tornar donos dos seus próprios Tokens IVI. Para participar das transições (sic) em progresso, só é possível com a única moeda eletrônica IVI”.

Veja a tabela e a classificação do Campeonato Brasileiro!

É portanto uma “abertura de capital” através da injeção de criptomoedas nos clubes. Uma modalidade nova, mas que é o objetivo da empresa Inoovi no futebol brasileiro. “O principal mercado de atuação da INOOVI é a América do Sul, com o famoso campeonato brasileiro de futebol”, diz o site. No dia 22 de junho, as redes sociais do grupo anunciaram uma parceria com o Corinthians, mas o time paulista não fez divulgação alguma deste acordo.

Protagonismo

A entrevista coletiva desta sexta-feira marca a afirmação de Mário Celso Petraglia como protagonista no Atlético. Durante a semana, ele comandou o noticiário rubro-negro, desde o mistério até a saída do técnico Fernando Diniz, passando pela carta em que critica dirigentes, conselheiros e torcedores por terem “pensamento pequeno” e na qual anunciou a saída do futebol rubro-negro, e terminando com o anúncio da parceria que aproxima o Furacão do plano de clube-empresa que é a obsessão do cartola nos últimos tempos. Para Petraglia, apenas essa transformação pode fazer com que o Atlético dê o “terceiro salto”, o que o aproximaria dos clubes que mais faturam no futebol brasileiro.

Sem título 2Sem título 3

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

30 Comentários em "Atlético terá parceiro ligado a criptomoeda"


Nilton César
Nilton César
4 meses 21 dias atrás

Petraglia acho tem problemas em encarar a velhice, vive procurando novidades e invencionices para parecer jovem, mesmo que isso não tragam resultados práticos nenhum. O importante é reinventar a roda.

Paulo Busnasrdo Mikosz
Paulo Busnasrdo Mikosz
4 meses 21 dias atrás

começo do fim dos poodles, rumo a segundona. Sempre Coritiba, a maior torcida do Pr

pedrinho
pedrinho
4 meses 21 dias atrás

Eterno chico….porcoverde……kkkkkkkkkk ebrado/falido…..o valtão vai comer coxinha hoje…..kkkkkkkkk….s r n

emerson benkendorf
emerson benkendorf
4 meses 21 dias atrás

Em vez do nosso coroné se preocupar com o time, fica se “alugando” com negócios que nunca trazem retorno para o furacão (só se for para ele próprio). Única rendimento com retorno de grandes cifras é com a venda de jogadores (mesmo que tiriças). Então, invista mais na base.

emerson benkendorf
emerson benkendorf
4 meses 21 dias atrás

O nosso coroné já provou que é bom em vendas. Não duvide que ele consegue vender picolé para esquimó. Ex. Venda da tiriça do Ribamar por 4 milhões de Euros = 16 milhões de reais.

El Pancho
El Pancho
4 meses 21 dias atrás

Títulos que é bom nada… Para um clube ser grande o mesmo precisa de títulos !!!

SEMPRE FURACÃO
SEMPRE FURACÃO
4 meses 21 dias atrás

Enquanto uns abrem lojinha de roupas e maquete!..o FURACÃO vai se agigantando.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas