Depois de ter vencido no campo por 2×1, no último sábado (17), o Atlético agora tenta derrotar o Vitória na Justiça. Os dois clubes estão travando, há quase cinco anos, uma briga sobre uma dívida em relação ao lateral-direito Léo, que atualmente defende o Fluminense.

+ Leia também: Petraglia pede desculpas por brincadeiras com nome e cores do Furacão

O Furacão acusa o time baiano de não ter devolvido a quantia de R$ 1,5 milhão depositada em dezembro de 2013 para compra de 50% dos direitos econômicos do atleta, na época emprestado ao Rubro-Negro. O clube tinha a preferência no negócio, mas não cobriu oferta superior à do Flamengo e acabou perdendo o lateral.

+ Mais na Tribuna: Atlético fica aliviado com primeira vitória fora de casa

A questão, então, foi parar nos tribunais. No fim de 2014, a diretoria do Leão chegou a comemorar a vitória no caso, mas o que aconteceu foi um erro processual e a defesa atleticana tratou o caso como execução, quando deveria ter sido trabalhado como cobrança.

O processo inicial foi extinto e o Vitória virou alvo de nova ação, que aguarda uma sentença na 9.ª Vara Cível de Salvador desde 9 de novembro de 2016. A Gazeta do Povo apurou que o valor atualizado da dívida está quase em R$ 3 milhões.

Confira a classificação completa do Brasileirão

Enquanto a decisão não é proferida, os clubes tentam chegar a uma resolução amigável. O caso do lateral Léo, contudo, ainda está longe de uma solução definitiva.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!