Campeão de quatro títulos pelo Athletico – Estadual, Sul-Americana, Copa Suruga e Copa do Brasil –, o técnico Tiago Nunes não deixou o clube da maneira como planejou. Sem acordo na renovação de contrato e com propostas de outros clubes, acabou não terminando o Brasileirão 2019 no comando do Furacão.

A situação gerou atrito com o presidente Mario Celso Petraglia. Uma nota oficial emitida pelo Athletico quando o técnico acertou com o Corinthians insinuou que Nunes não tinha gratidão pelo clube que havia lhe dado oportunidade. No último domingo (19), em entrevista ao Esporte Espetacular, da Rede Globo, Nunes revelou mágoa com Petraglia pela situação.

“Fiquei bem chateado. Criei um vínculo de amor com o Athletico, principalmente com o torcedor e muitos colaboradores. Tenho uma gratidão genuína, gratidão pelo torcedor que me colocou como colaborador, e deixamos um legado muito bonito lá. Sempre fui verdadeiro com o clube nas minhas ações. Fiquei chateado com a nota que foi emitida, mas não esperava nada diferente do presidente do Conselho, até porque é algo que já é histórico”, disse, se referindo a Petraglia.

Nunes prosseguiu o desabafo contra o mandatário rubro-negro. “Quando cheguei ao Athletico-PR, o presidente era xingado pelo torcedor em todos os momentos do jogo, inclusive eu publicamente algumas vezes fui defendê-lo e pedir que o torcedor não fizesse isso”, relembrou.

“O tempo passou, a gente conquistou, mudou o time daquela situação incômoda, e como já aconteceu com outras pessoas que lá estiveram, sempre que você diz “não” ao presidente, você acaba saindo como o anti-herói. Independente de qualquer coisa, sou muito grato ao torcedor”, completou.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico vence o União Beltrão na largada do Campeonato Paranaense
+ Veja os gols da partida entre União Beltrão e Athletico
+ Cristian Toledo analisa a vitória do Athletico sobre o União Beltrão