Poderia ter sido mais, porém, ficou de bom tamanho. Assim que o elenco do Athletico viu a vitória de 1×0 em cima do River Plate, nesta quarta-feira (22), pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana. O Furacão, jogando na Arena da Baixada, criou mais volume de jogo e teve a possibilidade de sair com um placar mais elástico para a volta, que acontecerá na próxima quinta-feira (30), em Buenos Aires. Mas o discurso após a partida foi de valorizar a conquista em casa.

+ Leia também: Dono do jogo, Renan Lodi foi decisivo na vitória do Furacão

Autor do gol atleticano, o atacante Marco Ruben destacou os grandes feitos que o Furacão vem construindo dentro de seus domínios. “Poderíamos ter ampliado a vantagem, mas não deu e ainda assim aproveitamos nossa força em casa, e isso é o mais importante. Nos mostrou que podemos competir com River Plate ou Boca Juniors ou qualquer outro de igual para igual. Isso nos dá força para sonhar”, destacou.

+ Mais na Tribuna: Tiago Nunes destaca superioridade do Athletico contra o River

“Acredito que a gente fez o papel em casa. Estamos satisfeitos com o 1×0, sabíamos que poderíamos fazer mais, porém eles souberam se defender, então temos que valorizar o placar”, falou o zagueiro Léo Pereira, que vive um momento especial em sua carreira, se tornando titular absoluto do Furacão aos 22 anos.

+ Viu essa? Nikão é alvo de racismo de argentinos após vitória do Athletico

“Não é todo dia que se ganha de River Plate e Boca Juniors. Fico feliz e realizado, com certeza essas vitórias estarão em minha memória, em minha carreira. Tudo que construímos até aqui nos dá confiança para que possamos repetir boas atuações. Agora o foco é lá (Argentina), na decisão”, arrematou o defensor.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!