Felipe Vizeu jogou no Grêmio em 2020, antes de ir para a Rússia. Foto: Lucas Uebell/Grêmio

Reforço dado como certo para esta temporada, o atacante Felipe Vizeu de última hora trocou o Athletico pelo futebol russo. O jogador chegou a vir para Curitiba para realizar os exames médicos, mas acabou acertando com o Akhmat Grozny.

No entanto, segundo o próprio atleta, uma decisão que não partiu dele, mas sim da Udinese, da Itália, clube ao qual pertence e o emprestou para o time da Rússia.

“Na realidade quem resolveu tudo foi a Udinese. Não fui eu quem decidi nada. A Udinese tinha a proposta e queria que eu viesse atuar no futebol russo”, explicou Vizeu, em entrevista à Gazeta Esportiva.

+ Mafuz: Por lei, os clubes têm razão em diminuir salário. O problema é que muitos não cumprem outra lei

Em janeiro, a própria Udinese havia confirmado, em seu site oficial, o empréstimo do jogador de 23 anos ao Furacão. O Botafogo também estava interessado no ex-atleta de Flamengo e Grêmio, mas o Rubro-Negro havia vencido a disputa, até surgir a oferta russa.

+ Podcast De Letra: Petraglia é o maior personagem da história do Athletico?

No Akhmat, o atacante fez apenas dois jogos em 2020, ambos em março, antes da paralisação do futebol – sendo titular em um e reserva em outro – e ainda não marcou gols.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico 96 anos: o aniversário através dos tempos
+ Athletico dá férias coletivas a funcionários e comissão técnica
+ Atletas rejeitam redução de salário, mas sugerem férias coletivas