enkontra.com
Fechar busca

Athletico

Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

Vale o topo!

Boca Juniors e Athletico fazem duelo de gigantes na Libertadores

Equipes brigam pela liderança do Grupo G da principal competição do continente

  • Por Luiz Ferraz
Bombonera já está pronta pro jogão desta quinta-feira. Foto: Albari Rosa.

Buenos Aires, Argentina – Apesar de já estar classificado para as oitavas de final da Libertadores da América, o Athletico vai começar a definir seu rumo na próxima etapa da competição internacional nesta quinta-feira, às 21h30, diante do Boca Juniors, na Bombonera. O duelo vale a primeira posição do Grupo G e qual time terá a vantagem de decidir dentro de casa uma vaga nas quartas de final do torneio. Algo emblemático para os dois clubes que, nesta primeira fase da principal competição do continente, venceram todos os jogos que fizeram dentro dos seus domínios.

Tanto Athletico, quanto Boca Juniors, souberam aproveitar o fator casa nesta primeira fase da Libertadores da América. O Athletico, com duas derrotas nos dois jogos que fez longe do seu torcedor para Deportes Tolima, na Colômbia, e Jorge Wilstermann, na Bolívia, derrubou todos os seus oponentes atuando na Arena da Baixada. Um a um, o Furacão fez os nove pontos que disputou e por isso chegou na última rodada da fase de grupos já classificado para as oitavas de final.

+ Leia mais: Jogo entre Boca e Athletico deixa Buenos Aires em polvorosa

O Boca Juniors não ficou pra trás. O time argentino, goleado pelo Athletico na Arena da Baixada por 3×0, venceu com facilidade o Deportes Tolima e o Jorge Wilstermann dentro da Bombonera. Agora, a equipe argentina terá um teste de fogo pela frente, já que enfrenta o único time que o derrotou e o atual líder do Grupo G da Libertadores da América.

Ao seu favor, o Boca Juniors, além do bom desempenho quando joga ao lado do seu fanático torcedor, pode aproveitar a instabilidade do Athletico quando joga fora da Arena da Baixada. O Furacão, em quatro jogos realizados fora de casa neste ano, somou apenas um ponto. Na Libertadores, inclusive, foram duas derrotas para Deportes Tolima e Jorge Wilstermann.

+ Confira também: Tribuna já está em Buenos Aires pra trazer todos os detalhes do Furacão

O Athletico sabe da importância de conseguir terminar em primeiro para, nas oitavas de final, ter a chance de decidir a classificação dentro da Arena da Baixada. Por isso, terá que deixar todos os medos e erros de lado demonstrados até agora nas partidas disputadas como visitante e segurar o Boca Juniors em plena Bombonera.

O técnico Tiago Nunes lembrou do momento ruim do Athletico em 2018 nas partidas longe de casa, mas destacou a capacidade de superação do Furacão de conseguir vencer grandes adversários. O treinador não tem uma receita pronta para conseguir parar o time argentino, mas espera repetir o feito de algumas partidas do ano passado.

+ Torcida: Atleticanos já estão na Argentina. Alguns até cometeram ‘loucura’

“Receita para vencer a gente não tem, mas conseguimos vitórias importantes no ano passado, como as duas no Maracanã (contra Fluminense e Flamengo) e outros jogos emblemáticos fora de casa. Estas partidas nos deram bagagem e confiança para fazer um grande jogo lá”, lembrou o treinador.

A cidade de Buenos Aires, apesar de todos os protestos nas ruas contra o governo do atual presidente Maurício Macri, está respirando a partida. Os torcedores do Boca Juniors só falam no duelo contra o Athletico. Tem ainda um gosto de revanche pela vitória acachapante do Furacão no primeiro turno por 3×0, na Arena da Baixada, mas, sobretudo a importância dos três pontos para a equipe argentina garantir a primeira posição do Grupo G.

+ Veja ainda: Furacão encara o Boca Juniors pra quebrar tabu em 2019

A vitória conquistada na Arena da Baixada, inclusive, deve mudar um pouco a partida desta quinta-feira, em Buenos Aires. O técnico Tiago Nunes acredita que o Boca Juniors, goleado em Curitiba, deve respeitar mais o time atleticano, mesmo tratando-se de um duelo dentro da Bombonera.

“A equipe do Boca vai nos respeitar muito mais, porque já conhece as nossas características. São jogadores do mais alto nível e um treinador que conhece muito do futebol. Então, temos que ter um nível de atenção muito alto”, concluiu o treinador.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

62 Comentários em "Boca Juniors e Athletico fazem duelo de gigantes na Libertadores"


Botelho Pinto da Rocha
Botelho Pinto da Rocha
1 mês 8 dias atrás

Blabla blablabla roubou do povo….

blalalabla FOMENTO………

bllablabla grama sintetica

Eh porque o povo lotou a Arena em 2014 ?? Nao tinha povo nenhum reclamando….. exceto a meia duzia de coxinhas que sempre aparecem aqui…….

Daniel El figon
Daniel El figon
1 mês 8 dias atrás

Duelo de Gigantes…kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Alto De Tantas Glórias
Alto De Tantas Glórias
1 mês 8 dias atrás

Será que o Ferraz é Poodles???? Kkkkk gigantes????

Luiz Carlos
Luiz Carlos
1 mês 8 dias atrás

Sou CAP mas devo concordar, um time que não ganha de Chape e Fortaleza fora, não merece ser considerado gigante. Por fim uma coisa, Tiago Nunes disse que quem reclama de grama sintética é jogador ruim, por isso os coxas falam tanto que o gramado ajuda o CAP.

Fura Cão
Fura Cão
1 mês 8 dias atrás

Pura verdade. Só olhar as estatisticas dos estrumes.

Luiz Carlos
Luiz Carlos
1 mês 8 dias atrás

Agora não consigo entender, se os coxas acham que o CAP está onde está apenas pelo gramado sintético, porque os coxas não colocam grama sintética no Couto? Óbvio, que aí eles continuarão a mesma baba de sempre e aí acabaria a desculpa.

alceu peixoto
alceu peixoto
1 mês 7 dias atrás

É que o mijo derreteria o gramado…..

Marcelo Lopes
Marcelo Lopes
1 mês 8 dias atrás

Bom é saber que as paquitas vão deixar de ver o clássico da série B pra assistir o maior do estado na Libertadores.

1 2 3 6
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas