Está virando rotina. O Athletico começa nesta quarta-feira a caminhada em mais uma final, a terceira do clube em um intervalo de cinco meses, a segunda internacional. O Rubro-Negro recebe o River Plate, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida da Recopa Sul-Americana. O embate entre o campeão da Libertadores contra o vencedor da Sul-Americana decidirá quem será o maior do continente na temporada.

O Rubro-Negro entrou para o hall de vencedores da América ao derrotar o Junior Barranquilla, em dezembro do ano passado. Ao conquistar o título, carimbou o passaporte para a Recopa, assim como os argentinos do River Plate fizeram ao derrotar o rival Boca Juniors na Copa Libertadores.

+ Leia mais: River Plate vem com moral pra encarar o Athletico pela Recopa

Em abril deste ano, a final foi local e o time de aspirantes do Furacão levantou a taça do Campeonato Paranaense. Pouco mais de um mês depois, o desafio volta a ser além das fronteiras brasileiras. Diante do River Plate, quatro vezes campeão da Libertadores, o Athletico vai voltar a sentir a emoção de estar na disputa de uma grande competição. A partida de volta será no dia 30, no Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.

Apenas por estar na disputa, o Athletico já está no lucro. Sua participação já garante um prêmio de US$ 750 mil (R$ 3 milhões), mas caso seja campeão, o Rubro-Negro soma aos seus cofres US$ 1.250 milhão (aproximadamente R$ 5,1 milhões).

+ Confira também: DAZN faz transmissão exclusiva de Athletico x River Plate

O técnico Tiago Nunes projeta um duelo muito disputado contra o ‘Millonario’, o que para ele deixa a disputa ainda mais grandiosa. “É uma equipe que gosta demais de duelar fisicamente, principalmente, com seus dois atacantes (Suarez e Pratto). Mas é um time também que gosta da posse de bola. Vai ser um grande jogo. E é um ingrediente único para uma temporada maravilhosa”, explicou o treinador.
Nunes avaliou que o Rubro-Negro precisará mostrar toda sua capacidade diante dos adversários para merecer a vitória.

“É uma das melhores equipes da América do Sul, tem um grande treinador (Marcelo Gallardo), e a gente vai ter que ter uma imposição física e técnica muito grande para conseguir superá-los”, detalhou. O comandante fez questão de destacar o patamar alcançado pelo Furacão nesta temporada, ao ter em seu calendário competições mundialmente importantes.

+ Veja ainda: Torcida prepara mosaico pra Recopa

“Talvez nem os torcedores mais otimistas imaginassem que a gente iria disputar tantos jogos contra River e Boca no mesmo ano”, finalizou. A expectativa é de um grande público na Arena da Baixada para o confronto de ida, mas quem não for ao estádio poderá acompanhar a partida pelo canal DAZN, um serviço de streaming, que tem a exclusividade dos direitos de transmissão da competição. A grande final também será transmitida pelo canal.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!