O calendário do Athletico pode ficar ainda mais robusto nos próximos anos. A conquista da Copa Sul-Americana de 2018 pode colocar o Furacão no Mundial de Clubes de 2021. Os critérios de classificação das equipes da América do Sul começam a ser discutidos na semana que vem. As informações são do portal GloboEsporte.com.

+ Leia mais: Confira a análise tática do jogo entre Athletico e Jorge Wilstermann 

Inicialmente, a confederação cogita oferecer quatro dois seis lugares do torneio aos campeões da Libertadores de 2017 (Grêmio), 2018 (River Plate), 2019 e 2020. As outras duas vagas para a disputa podem ser decididas em um quadrangular envolvendo os vencedores da Sul-Americana também de 2017 a 2020, em jogos únicos e em campo neutro. Em um primeiro esboço dos critérios, o Furacão enfrentaria o campeão da Sul-Americana deste ano (2019), enquanto o campeão de 2017 (Independiente) pegaria o vencedor do torneio em 2020.

+ Mais na Tribuna: Tiago Nunes vê goleada como fundamental pro Athletico brigar por classificação

O novo critério de classificação busca se adequar ao novo modelo do Mundial proposto pela FIFA nesta sexta-feira (15). Aparentemente, os clubes europeus não gostaram da nova proposta e ameaçam boicotar o torneio.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!