enkontra.com
Fechar busca

Athletico

Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

Vilão e herói!

Goleiro Léo vira o personagem da conquista do Athletico

Goleiro falhou no primeiro jogo da final contra o Toledo, mas deu a volta por cima e defendeu penalidade na grande decisão

  • Por Diogo Souza

O goleiro Léo acabou se tornando o grande personagem do bicampeonato paranaense do Athletico. O camisa 1 do time de aspirantes foi de vilão a herói. No primeiro jogo da final do Estadual, no estádio 14 de Dezembro, o arqueiro pouco apareceu, já que o Toledo só foi atacar nos minutos finais do segundo tempo. Porém, quando precisou ser acionado, ele acabou falhando na derrota de 1×0. A desconfiança passou a ser ainda maior em cima do arqueiro.

Já no jogo decisivo da Arena da Baixada, Léo também foi pouco testado. Entretanto, quando o Porco lançava as bolas na área, o arqueiro parecia estar desligado da partida. O goleirão saía totalmente descontrolado da meta rubro-negra, levando os torcedores do Athletico a muita tensão. Do outro lado, ele via o camisa 1 do Toledo, André Luiz, fazer verdadeiros milagres no gramado do Caldeirão. Foram ao menos três defesas espetaculares.

+ Leia mais: Athletico vence o Toledo e é bicampeão paranaense

Quando o confronto foi para as penalidades, Léo precisava da confiança dos seus companheiros e de sua torcida. E ele foi correspondido. Os torcedores fizeram uma enorme pressão pra cima dos atletas do Toledo. Em três cobranças, Léo chegou muito perto de defender. No entanto, coube ao paredão defender a primeira cobrança alternada do Porco. Com os pés, ele levou cada torcedor do Furacão ao delírio na Arena da Baixada.

Não só os torcedores. Jogadores, comissão técnica e diretoria foram à loucura. O atacante Gabriel Poveda saiu correndo em direção ao goleiro, achando até que o título do Paranaense estava decidido. Léo se manteve frio, fora da área, apenas aguardando o tento final do lateral-direito Khellven. Quando o piá deixou a sua marca, aí Léo virou o grande herói e grande personagem do confronto. O arqueiro foi aplaudido de pé pela massa.

Baixe o pôster do bicampeonato estadual do Athletico!

Leonardo da Silva Vieira, 28 anos, ainda não sabe o seu futuro. Com contrato até julho de 2020, o goleiro não tem sido relacionado na equipe principal de Tiago Nunes. Contratado em 2017, após ter feito uma boa passagem pelo Paraná Clube, o camisa 1 chegou a ser emprestado ao Atlético-GO no ano passado. Teve poucas chances no Dragão e retornou ao Furacão. Agora, entre os aspirantes o arqueiro vive um dia de glorias.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

10 Comentários em "Goleiro Léo vira o personagem da conquista do Athletico"


Eivaldo Dantas de Medeiros
Eivaldo Dantas de Medeiros
1 mês 4 dias atrás

É certo que o Leo foi o grande herói do jogo, mas temos que reverenciar também o gol do Rosseto que levou a decisão para os pênaltis. O R. Guanaes com o auxiliar Alessandro, fizeram um trabalho a altura do grande Clube que é o CAP hoje. Cabe agora a eles dar continuidade a este trabalho vitorioso!

KLAUS  CAP
KLAUS CAP
1 mês 4 dias atrás

Tchau Porcarada…

Eivaldo Dantas de Medeiros
Eivaldo Dantas de Medeiros
1 mês 4 dias atrás

Temos que ter respeito pelo que fez o Toledo no comando do Agenor Pichinin no comando do time neste campeonato, chegaram as finais com todos os méritos. E uma atitude me chamou a atenção, no final do jogo o Agenor foi cumprimentar o técnico e os jogadores do Athletico Paranaense.

Fura Cão
Fura Cão
1 mês 4 dias atrás

É verdade, foi um herói. Compensou o frango da partida anterior.

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
1 mês 4 dias atrás

o Léo pegou pênaltis decisivos mas não transmite confiança, o CAP precisa urgente de um goleiro reserva para o Santos

VivaoBrasil
VivaoBrasil
1 mês 4 dias atrás

Fabiano, concordo. Não fez nenhuma defesa nos dois jogos da final. Quando a bola foi no gol, entrou. Pegou pênalti, mas foram batidos 14 e ele defendeu 2.

Eivaldo Dantas de Medeiros
Eivaldo Dantas de Medeiros
1 mês 4 dias atrás

Não precisamos crucificar o Leo, eu acho que ele precisa um pouco mais de treinamento prá que ele perceba que ali, na pequena área, ele tem que impor respeito do adversário!

VivaoBrasil
VivaoBrasil
1 mês 4 dias atrás

Erro meu. Bateram 13 pênaltis : 7 contra os falidos e 6 contra o Toledo.

Eivaldo Dantas de Medeiros
Eivaldo Dantas de Medeiros
1 mês 4 dias atrás

Gente, vamos aproveitar este espaço com mais respeito não é!?

fernando. fernando
fernando. fernando
1 mês 4 dias atrás

Sim..a molecada traçou os dois porcos ..o de Toledo e o do pinga mijo

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas