O campeão e recordista mundial dos 100 metros livre, César Cielo, contou estar sentindo muitas dores musculares após a vitória na disputa desta quinta-feira, em Roma, mas pretende repetir o feito nos 50 metros livre, cuja disputa começa nesta sexta.

“Está doendo muito agora. Estou com dores fortes no corpo, mas tinha decidido que ia ser uma prova em que eu iria sentir mesmo muita dor, a mais dolorida da minha vida. Minhas pernas estão muito, muito pesadas”, admitiu o campeão após a prova. “Agora é ficar pronto para os cinquentinha (50 metros livre). Esse Mundial terminando agora já estaria incrível para o Brasil, mais ainda tem mais por vir”, completou o campeão.

Cielo aproveitou para agradecer aos pais, patrocinadores e dirigentes, além de sua equipe nos Estados Unidos. ” Foi um trabalho muito duro. Não é fácil ficar isolado nos Estados Unidos, e se pudesse dividiria essa medalha em um milhão de pedaços, pois tem muita gente envolvida e muita gente contribuiu para esse resultado”, disse o nadador.

Com o peito vermelho pelos tapas que deu em si mesmo antes da prova, Cielo explicou o ritual que costuma cumprir para “acordar” na hora da largada. “Ali, é você sozinho, mano a mano, sem ninguém para ajudar. Muita pressão”, relatou.