Os estádios brasileiros podem ter a volta do volante Josué depois da Copa das Confederações. O jogador, atualmente no Wolfsburg, da Alemanha, tem contrato só até junho e pretende retornar para o País depois disso. Nesta segunda, ele revelou que negociou com o Atlético-MG nas últimas semanas, mas não foi liberado pelos alemães.

“Eu tenho contrato com o Wolfsburg até junho. Existe uma dificuldade para acertar entre ambas as partes (Wolfsburg e Atlético-MG). Uma dificuldade muito grande, quase impossível, seria uma volta imediata. A gente trabalha com uma volta ao Brasil no meio do ano”, disse o jogador, em entrevista à Fox Sports.

O volante de 33 anos foi campeão mundial pelo São Paulo em 2005, chegando à seleção brasileira, mas acabou manchando sua passagem pelo Morumbi ao ser expulso da final da Libertadores seguinte logo nos primeiros minutos do confronto contra o Inter. Ele quer voltar o Brasil e o time paulista aparece como um dos interessados.

“Retornar ao Brasil, eu deixei bem claro desde que deixei o País, era a minha vontade. Tive contato com o São Paulo, com o (auxiliar técnico) Milton Cruz. O São Paulo me deixa de portas abertas para um retorno”, disse ele.

De acordo com o Josué, porém, ainda há a possibilidade de permanecer no Wolfsburg, onde é capitão do time. “Fui conversar com o diretor do Wolfsburg sobre uma possibilidade de renovação, mas eu deixei claro que pretendo fazer um contrato de dois anos, por garantia. Então fazer um contrato aqui e voltar para o Brasil com 35 anos não seria algo muito legal. Existe uma pequena possibilidade de renovação aqui e também o contato com outras equipes do Brasil”, revelou.