O médico Sakari Orava afirmou nesta segunda-feira que a cirurgia realizada no tendão de Aquiles do meia inglês David Beckham foi bem-sucedida. No entanto, o jogador da seleção da Inglaterra não estará recuperado a tempo de disputar a Copa da África do Sul.

De acordo com o especialista, o tendão de Aquiles do pé esquerdo estava “totalmente rompido”, o que deverá aumentar o tempo de recuperação do atleta. Após a realização do procedimento, na cidade finlandesa de Turku, Orava descartou a participação de Beckham no Mundial.

Segundo o médico, o jogador “não poderá fazer muito esforço nos próximos dois ou três meses”. E, depois, ele terá que seguir um programa de recuperação que não sobrecarregue o local da lesão.

Como a Copa terá início daqui a três meses, no começo de junho, Beckham não terá tempo de recuperar seu preparo físico para estar em condições de jogar nos gramados da África do Sul.

Mais cedo, antes da cirurgia, o especialista já havia reduzido as chances de ter Beckham no Mundial. “Suponho que seria realista assumir que ele não terá condições suficientes, mas tem havido casos milagrosos nos quais um atleta se recuperou bem a ponto de jogar futebol de alto nível em apenas três meses”, afirmou o especialista ao canal finlandês YLE.

O jogador, de 34 anos, se machucou nos minutos finais da partida entre Milan e Chievo, no domingo. Ele sentiu dores no local quando carregava a bola no meio-do-campo, sem nenhuma marcação. Inicialmente, a previsão era de que o atleta precisaria de cinco meses para voltar aos gramados.