Pai de Curitiba que faz rifas de carros antigos cria ONG pra ajudar mais crianças

Publicidade

Curitiba

Pai que faz rifas para tratamento do filho com paralisia cerebral cria ONG para ajudar outras crianças

Alex Silveira
Escrito por Alex Silveira

O pai do menino Felipe Fernandes, 8 anos, que nasceu com paralisia cerebral, resolveu ampliar as ações de arrecadação de recursos para o filho e fazê-las chegar até outras famílias na mesma situação que a dele. Para isso, o analista de logística José Eduardo Fernandes, 40 anos, se propôs a criar uma Organização Não Governamental (ONG) e a papelada já está em andamento.

O nome escolhido foi ONG Felipe. A motivação do pai surgiu quando ele passou a receber inúmeros pedidos de orientação sobre como as pessoas poderiam se organizar pela internet para conseguir dinheiro para cobrir custos de tratamentos de doenças graves.

+ Caçadores de Notícias: Trigêmeas surpreendem pais em gravidez planejada em Colombo. Veja como ajudar!

José Eduardo cuida do Felipe com a ajuda de outras duas cuidadoras 24 horas por dia. A mãe morreu cinco dias depois do parto. Por isso, a família precisa de recursos para manter os cuidados, tratamentos necessários e comprar diversos outros materiais.

Para conseguir recursos, o pai organiza rifas de carros antigos pela internet. As rifas foram a forma encontrada para conseguir renda extra e garantir o tratamento do filho, já que só o salário de analista não dá conta do recado. A primeira delas foi de uma kombi, que e a Tribuna ajudou a divulgar. Também ajudamos a divulgar a primeira iniciativa de ajudar outras crianças, além do próprio Felipe. Foi o caso do menino Erick.

“A ONG vai depender, exclusivamente, de doações. Não terá nenhum vínculo governamental. A gente vai ajudar o Felipe e outras crianças especiais. Também a comunidade de forma geral. Com isso, vamos fortalecer também as rifas. Já tem grupo de pessoas apoiando, está bem legal”, conta José Eduardo.

+ Caçadores de Notícias: Professor de Curitiba inova nas aulas on-line e se fantasia pra motivar universitários na pandemia

Ainda segundo ele, o estatuto da ONG já está pronto e aguarda a formalização em cartório para publicação no Diário Oficial da União. “As pessoas que doarem poderão fazer o abatimento no imposto de renda. Terá site com o portal da transparência, para divulgar a destinação dos recursos, contando quem são as crianças e famílias que receberão ajuda”, explica.

José Eduardo também conta que muitas pessoas o procuram para rifar veículos. “Eles não tinham a intenção de vender o carro, mas fazem questão de oferecer para a rifa e poder ajudar. Tem sido muito bacana essa corrente do bem”, conta o pai.

Quer ajudar?

Atualmente, duas rifas estão no ar na página Amigos do Felipe – link – https://amigosdofelipe.com.br/ –, ambiente criado para realizar a venda de bilhetes e sorteios. A reserva dos bilhetes pode ser feita pela internet e a garantia da compra ocorre após o envio do comprovante de depósito para o whatsapp do José Eduardo (41) 99519-2458. Há desconto nos valores  para compra de mais de um bilhete.

Uma das rifas é de um Passat Village 1983, branco, com placa preta que garante o certificado de originalidade. O valor do bilhete é R$ 45. Clique aqui e compre a rifa do Passat.

O outro prêmio é uma Kombi 2002/2003, azul, motor 1600 cilindradas. O veículo está em fase de finalização da restauração interna e ao ser entregue também estará com documentos em dia. O bilhete é vendido por R$ 25. Compre aqui a rifa da Kombi.

Sobre o autor

Alex Silveira

Alex Silveira

(41) 9683-9504