enkontra.com
Fechar busca

Publicidade

Curitiba

No Dia do Gari conheça Vanderlei, o ‘canarinho da roçada’ de Curitiba

Você já reparou na importância dos garis para a cidade? Quando as ruas e calçadas estão limpas, com o mato cortado, ninguém repara. Mas deixa a turma da limpeza fazer greve. Não tem quem não se incomode com os sacos de lixo acumulando nas lixeiras, no mato crescendo ou no monte de lixo e folhas espalhados nas calçadas. Hoje é o Dia do Gari. E para comemorar essa data, um dos garis aqui de Curitiba, o Vanderlei Correa, 33 anos, o “Canarinho da Roçada”, fez uma música em homenagem aos colegas de profissão.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Antes de falar do Vanderlei, é bom explicar que gari não é só aquele que trabalha varrendo ruas e calçadas. Gari também coleta o lixo residencial, no caminhão de lixo, e faz a roçada de gramas e matos. O Vanderlei trabalha na equipe de roçada da empresa Cavo há 11 anos. Ao mesmo tempo que “pilota” a roçadeira, solta o gogó. Nunca para de cantar, por isto ganhou dos colegas o apelido de “Canarinho da Roçada”.

De berço

O talento veio literalmente de berço, pois ele conta que seu pai e sua mãe formavam uma dupla sertaneja de raiz. “Eu nasci cantando, ao invés de chorar”, brinca o gari, que também toca baixo e violão. Boa parte dos seus 12 irmãos se interessou pela música, mas Vanderlei diz que foi o único que se inspirou em compor canções. Tanto é que o “Canarinho” já gravou dois CDs autorais, mas ficou triste porque nunca conseguiu emplacar.

+ Caçadores: Conheça o instrutor que treinou até os soldados que pegaram Bin Laden

“Precisa ter muito dinheiro para investir em divulgação. Não é tão fácil trocar a roçadeira pelo microfone”, lamentou ele, que apesar do vozeirão, sente-se inseguro em participar em programas de TV, como o The Voice ou Ídolos. Mesmo assim, ele mantém um canal no You Tube, o Vanderlei Correa.

Família

Vanderlei é casado e tem duas filhas, Emilly, de 4 anos, e Heloísa, com 9 anos. Elas vivem cantando as músicas que o pai compôs e gravou nos CDs. A mais velha já rabiscou algumas letras próprias. E a mais nova, diz ele, vive cantando letras que ela inventa na hora. E o mais importante, Gisele, a esposa, incentiva Vanderlei a cantar, mesmo quando ele desanima do sonho de ser famoso.

+Caçadores! Você sabe quando pode (ou não) ser abordado pela Polícia?

Ele já tentou montar duplas, inclusive com os irmãos. “Mas dupla sertaneja tem que ser que nem casamento, tem que achar o par ideal. Tem que pensar igual, ter afinidade. Teve uns que eu tinha afinidade, mas quando fui ouvir cantar, vixe Maria. Outros tinham boa voz e combinavam com a minha, mas nossa maneira de pensar era diferente. Nunca deu certo”, diz ele.

Trabalhando e cantando

Foto: Felipe Rosa / Tribuna do Paraná

Foto: Felipe Rosa / Tribuna do Paraná

Os colegas de trabalho dizem que a voz e o estilo de Vanderlei são iguais ao do cantor Zezé Di Camargo. Além de compor e cantar, o “Canarinho” ainda se diverte fazendo paródias e imitando outros cantores famosos, como Daniel e Leonardo. Nas horas livres, ele canta em igrejas, ou onde o chamarem para shows.

+ Caçadores: Funcionários da FAS são agredidos na Rodoviária por moradores de rua

Quando está na rua roçando, é difícil ver ele calado. “De vez em quando ele traz o violão. Hoje na hora do almoço foi uma festa. Eles se reuniram ali na praça e foi uma cantoria. Ele canta o tempo todo, mas trabalha bastante também”, analisa Carlos Eduardo Martins, supervisor de Vanderlei. Mesmo nos dias difíceis, aqueles que todos têm, cheios de problemas e preocupações, o “Canarinho” segue roçando e cantando. “Eu canto e vou esquecendo dos problemas. O ruim é quando o trabalho acaba, tenho que voltar à realidade e enfrentar os problemas. Mas sigo em frente, cantando”, diz ele.

Uma época que o “Canarinho” foi trabalhar com varrição de rua, ele conta que enquanto cantava limpando as calçadas, sempre saía alguém nas janelas olhar. “Eu pedia desculpas pelo barulho e ficava quieto. Mas para meu espanto, eles não queriam reclamar. Pediam que eu continuasse porque estava bom”, orgulha-se o gari cantor, um alento para a profissão que nem todos entendem.

+ Caçadores: Após mais de cinco anos, obras da Copa seguem inacabadas na Grande Curitiba

“Tem gente que não gosta do nosso trabalho, reclama que estamos atrapalhando o caminho ou o trânsito. Alguns jogam lixo onde acabamos de limpar. Outros entendem, agradecem porque está ficando bonito, dão bom dia ou boa tarde”, conta o gari.

Sempre festejando

Foto: Felipe Rosa / Tribuna do Paraná

A repórter Giselle Ulbrich e Vanderlei. Foto: Felipe Rosa / Tribuna do Paraná

Na empresa, Vanderlei sempre participa das festas cantando para os funcionários. Em ocasiões especiais, compõe músicas personalizadas, como uma que fez para a Cipa (Comissão Interna de Prevenções de Acidentes) da Cavo, falando sobre segurança no trabalho.

+ Caçadores: Maio amarelo – Curitiba ainda é ‘tímida’ na mobilização por trânsito seguro

No último aniversário de Curitiba, em março, ele compôs uma canção falando da cidade. A obra chamou tanto a atenção que o gari foi convidado a cantar nas festividades oficiais da prefeitura e a visitar o gabinete do prefeito Rafael Greca, onde conheceu pessoalmente o governante. Até levou dois amigos garis junto na visita ao prefeito.

Hit empolgante!

Ouça a canção que Vanderlei compôs em homenagem aos colegas garis!

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Quer ajudar o Vanderlei a seguir carreira como cantor? Entre em contato com os Caçadores de Notícias!

Ex-morador de rua conta como persistiu, superou obstáculos e mudou de vida

Sobre o autor

Giselle Ulbrich

Giselle Ulbrich

Deixe um comentário

avatar

1 Comentário em "No Dia do Gari conheça Vanderlei, o ‘canarinho da roçada’ de Curitiba"


Julio Cesar
Julio Cesar
10 dias 19 horas atrás

Parabéns a estes trabalhadores que nem digo importantes mas fundamentais por seu dia.

wpDiscuz
(41) 9683-9504