Publicidade

Curitiba

Dupla de Curitiba cria app que ajuda na rotina de crianças autistas

Avatar
Escrito por Lucas Sarzi

O ditado popular diz que santo de casa não faz milagre, mas foi justamente para contrariar isso que uma dupla de empresários se uniu para ver um bem comum acontecer. Marcelo Korjenioski e Altieres Herculano Bianchi de Queiroz criaram o “Rotina Divertida”, um aplicativo que se tornou muito útil na vida de crianças com autismo, que é um transtorno do desenvolvimento ainda cercado por preconceito e falta de conhecimento por parte da população. Hoje, com quase 10 mil downloads, a dupla comemora não só o sucesso do projeto, que é gratuito, como também o bem que tem feito a milhares de famílias.

+Caçadores!Procedimento de congelamento pode salvar perna de rapaz de Curitiba

A ideia de criar um aplicativo para atender aos autistas surgiu depois que o filho de Altieres foi diagnosticado com a síndrome. “Meu filho foi identificado com autismo leve, mas começamos a fazer terapia porque havia muita dificuldade com relação à rotina, com tudo que fugia do habitual. Na clínica recomendaram uma rotina visual, como um cartaz onde colocaríamos as tarefas, pois vendo isso ficaria mais fácil para ele. Como mexíamos com tecnologia, resolvemos juntar tudo, até mesmo para facilitar não só para os pais, mas também para a criança”, explicou Altieres.

O app tem diversas funções que organizam as tarefas do dia. Foto: Felipe Rosa / Tribuna do Parana.

Os dois, que já trabalhavam juntos, começaram a pesquisar a melhor forma de criar o aplicativo e chegaram num consenso. “Para o autista é seguro seguir uma rotina todos os dias. Todo esse processo do dia faz com que a criança se sinta segura. Através do aplicativo, criando uma agenda diária, a gente coloca tudo o que ele vai ter que fazer durante o dia, ele executa a rotina e marca que concluiu as fases, por isso se sente mais à vontade”, disse Marcelo.

+Caçadores!Por que é tão difícil arrumar emprego depois dos 50 anos?

A partir do aplicativo desenvolvido pela dupla, que a princípio serviu para ajudar na adaptação do filho de Altieres, muitas outras pessoas passaram a usar. “A criança autista se sente à vontade com equipamentos eletrônicos, pois o cérebro do autista é sempre lógico, então tudo que falamos para uma criança é sempre ao pé da letra. Através do aplicativo ou equipamento é tudo sempre bem objetivo. As pessoas precisam entender bem como funciona a cabeça do autista, porque aí sim conseguem ter um relacionamento bom”.

Além de organizar as tarefas diárias e fazer com que as crianças se sintam “cumprindo suas metas”, o “Rotina Divertida” também permite que os pais saibam como estão seus filhos. “Muitas crianças acabam sendo silenciosas, por isso criamos a possibilidade de a criança dizer, ao aplicativo, como está se sentindo toda vez que terminar cada tarefa. Através disso os pais já têm um histórico de como está a criança e conseguem saber se teve algum desconforto ou se estava bem”, explicou Marcelo.

Uso didático

Apesar de ser criado para ajudar as crianças autistas, o aplicativo serve para qualquer um que queira ajustar uma rotina diária. “Procuramos deixar mais interativo para o caso de a criança não saber ler, mas tem a facilidade de que o pai não precisa estar junto ou acompanhando tudo. Também colocamos um incentivo ao fim de cada tarefa, como um elogio, por exemplo”, disse Altieres.

+Caçadores!Rede de lojas cria novidade que vira sucesso entre clientes!

Em casa, o criador percebeu que não houve dificuldade no uso ao aplicativo. “Meu filho mexe bastante com tablet, então para ele foi bem tranquilo a adaptação, mas também não tem muito segredo o uso, é bem didático. Além disso, o autista também tem facilidade em aprender outras línguas, o que faz com que as crianças aprendam outros idiomas a partir do aplicativo, pois colocamos essas opções”.

Totalmente gratuito, o “Rotina Divertida” foi feito com a ideia de ajudar os pais a cuidarem de seus filhos, facilitar o convívio diário e fazer com que a criança se sinta incluída no dia a dia da vida da família. “Para as crianças que ainda têm dificuldade, embora tenhamos deixado bem simples, os pais ajudando fica mais fácil pegar o ritmo”, completou Marcelo.

Marcelo e Altieres, Foto: Felipe Rosa/Tribuna do Paraná.

Retorno positivo

Altieres disse ter percebido em seu filho a mudança comportamental que o fez ficar mais tranquilo com mudanças. “A gente tinha muita dificuldade quando viajava, por exemplo, principalmente para ir ao banheiro. Ele segurava, não queria ir, e percebemos que com o app ajudou a manter a rotina dele, porque embora estejamos viajando, o aplicativo aponta que ele tem que cumprir o que está avisando. Mostramos para ele que ele precisava fazer uma sequência para conseguir fazer outras coisas que ele gostasse também”, comentou.

+Caçadores!Restaurante de Curitiba serve marmitas e vira polêmica na vizinhança!

Por enquanto, o “Rotina Divertida” está disponível apenas para celulares com Android, mas o plano é partir para o iOS assim que conseguirem. “Como nós mesmos estamos financiamos tudo, ainda não conseguimos disponibilizar para iOS, mas estipulamos uma meta e acreditamos que a partir dos 10 mil downloads no Android vamos conseguir viabilizar para o outro sistema, pois tudo depende de investimento nosso mesmo”, explicou Marcelo, reforçando que os dois, que são desenvolvedores, usam o tempo livre para se dedicar ao aplicativo.

Para ambos, ver a repercussão que teve o aplicativo, até mesmo fora do âmbito das famílias com autistas, é a parte mais legal de todo o investimento. “É gratificante. Temos muitas pessoas que mandam mensagens, pois também tem como fazer isso pelo app, pais agradecendo que a comunicação com seus filhos melhorou. Dá na gente a sensação boa de conquista por termos cumprido o que planejamos”. Para saber mais sobre o app acesse www.rotinadivertida.com.br.

Sobre o autor

Avatar

Lucas Sarzi

Jornalista formado pelo UniBrasil.

(41) 9683-9504