Quem acredita que apenas os humanos sentem os efeitos de uma dieta supercalórica e uma vida pouco ativa está enganado. Infelizmente, assim como as pessoas, os animais de estimação também estão sujeitos a ganhar peso e desenvolver doenças como a obesidade.

+ Leia mais: Tosar o pelo do cachorro ajuda a aliviar o calor?

No caso de cães e gatos, de acordo com a médica veterinária colaboradora da Hercosul Paula Genuíno, o excesso de peso pode ser motivado por diversos fatores, que vão desde as mudanças metabólicas após a castração ou que surgem com o avanço da idade, predisposição genética de raças específicas, dietas não balanceadas e a ingestão de alimentos ou petiscos em excesso.

Segundo Paula, cuidar da alimentação do animal é um fator determinante para o controle de peso. Por isso, para evitar que a obesidade é necessário oferecer ao pet uma dieta balanceada, com alimentos adequados e exercícios físicos.

+ Leia mais: Conheça os nomes de cachorro preferidos pelos brasileiros em 2018

“É importante oferecer alimentos de qualidade, que atendam as demandas da fase de vida que o pet se encontra (filhote, adulto, sênior), oferecer uma quantidade moderada de petiscos por dia e manter uma rotina que deixe o pet ativo, com atividades que façam com que ele gaste energia. Alimentos balanceados fornecidos na quantidade adequada, suprem todas as necessidades nutricionais dos pets, sem exageros”, afirma a veterinária.

Dieta equilibrada

Fornecer um alimento balanceado e respeitar a quantidade diária do que é oferecido ao pet é essencial. Mas a dieta pode variar de acordo com a necessidade do seu pet. Esta alimentação pode ser 100% baseada em ração, ter ração complementada com alimentos caseiros ou naturais, ou até mesmo, ser integralmente natural, incluindo petiscos saudáveis como frutas e legumes crus e cozidos.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

No caso da prevenção do sobrepeso, os tutores podem se basear nas dicas do veterinário do seu animal sobre a quantidade, ou utilizar as informações das embalagens das rações que informam a quantidade indicada, de acordo com o peso do cachorro ou gato. “Já para casos de obesidade, é necessário um plano de emagrecimento, e um rigoroso cuidado para cumprir o mesmo, não cedendo às chantagens dos pets durante o processo”, alerta a veterinária.

+ Leia mais: Xô pulgas, carrapatos e parasitas! Proteja seu animalzinho e evite infestações

Para os pets idosos e animais castrados, a profissional ainda recomenda buscar as rações que são específicas para eles, evitando desta maneira, o ganho de peso em excesso. “Esses alimentos possuem ingredientes que auxiliam na manutenção da massa muscular magra e na queima de gordura corporal, evitando o ganho de peso. Já os alimentos para cães e gatos castrados auxiliam na manutenção do peso ideal dos pets, após o procedimento de esterilização”, explica Paula Genuíno.

No apê

Para os bichos que vivem em apartamento ou lugares com pouco espaço, a dica é estabelecer uma dieta balanceada e um plano de exercícios diários, envolvendo passeios, caminhadas e brincadeiras que façam com que eles se movimentem.

+ Leia mais: Medo de trovões? Confira 10 dicas para tranquilizar seu pet

“Manter brinquedos em casa, enquanto o pet fica sozinho, também é importante para mantê-los ativos e evitar a obesidade, já que alimentos em excesso e pouco exercício são a fórmula para o desencadeamento de ganho de peso”, finaliza Paula.

Quer contar uma história com seu pet, sugerir um tema ou publicar a foto de um animal disponível para adoção? Escreva para gente: animal@tribunadoparana.com.br

Adoção responsável

Carinhoso é um bebê de três meses, já castrado, desverminado e com a primeira dose da vacina. Junto com suas irmãs, ele foi resgatado das ruas de Pinhais. Para adotar este menino lindo e calmo fale com a Andréa Hamester (41) 99994-3707
Carinhoso é um bebê de três meses, já castrado, desverminado e com a primeira dose da vacina. Junto com suas irmãs, ele foi resgatado das ruas de Pinhais. Para adotar este menino lindo e calmo fale com a Andréa Hamester (41) 99994-3707

Conheça as cinco raças de cachorro preferidas pelos brasileiros e saiba como cuidar de cada uma delas