Li certa vez: Perguntaram ao casal de idosos que estavam juntos há muitos anos, o que eles faziam para manter a relação com tanto amor. Eles responderam que hoje, quando algo estraga, as pessoas jogam fora, e no tempo deles, as pessoas tentavam consertar.

É importante o casal (tanto um como o outro) lidar com os conflitos e desentendimentos, buscando melhorar e aprender formas de se relacionar positivamente.

Questões para relação saudável

Primeira: O respeito e interesse pelo companheiro, pelos sentimentos, pensamentos, sonhos, e também pelas suas frustrações, conflitos. A relação é feita de trocas, envolvimento, parceria e apoio. É preciso valorizar o parceiro. Para isso é necessário se colocar no lugar do outro (o egoísmo estraga a relação).

Segunda: Cada um tem a sua personalidade, seu ritmo, a sua maneira de pensar e agir. É importante respeitar o jeito do outro.

Terceira: Por mais que seja um casal, é fundamental que cada um tenha o seu próprio espaço, exigindo o equilíbrio entre a individualidade e a vida a dois. Para que tenha esse equilíbrio, são necessárias as negociações e combinados entre o casal. Precisam conversar (falar e também escutar o outro), respeitando os sentimentos e avaliando o que é possível e saudável dentro da necessidade de cada um.

Quarta: É natural desentendimentos e situações complicadas (problemas financeiros, falecimento de alguém próximo, frustrações na vida). Mesmo com boa sintonia, são duas pessoas diferentes, por esse motivo terão que encontrar formas para se entenderem quando discordarem. Em alguns momentos terão que ceder e ser mais tolerante com o parceiro, como por exemplo:

  • Quando um estiver cansado ou estressado por causa do dia de trabalho. É importante dar espaço. Mas lembre-se, sempre havendo respeito entre ambos. Estar ‘de mal‘ com a vida não dá o direito de ser grosseiro e descontar no outro.
  • Todos têm defeitos e chatices, não existe pessoa perfeita. Sinalize o que incomoda, lembrando-se de ser sensível aos sentimentos do companheiro.
  • Quando acontecer brigas, é fundamental que a reconciliação ocorra com combinados para melhorar o convívio. Avaliando de forma coerente, para que cada um tente entender o lado do outro, ajudando o par nas mudanças. Retrucar, justificar, atacar, na tentativa de inverter a conversa para não assumir próprios erros é algo que desgasta muito a relação. É necessário que os dois queiram melhorar o que não está legal, dentro do possível fazendo o movimento para modificar os comportamentos que geram conflitos.

Quinta: Às vezes é necessário resgatar a relação depois de algumas fases(gravidez, filhos pequenos, trabalho excessivo, períodos de luto, episódios de doenças familiares, correria do dia a dia, brigas intensas). É importante namorar, ter um momento só do casal. O carinho, afeto também são o segredo para manter a chama da relação acesa.

Quando o casal não consegue superar conflitos, é indicado acompanhamento psicológico.