Para muitas mulheres, a rotina puxada, que inclui o trabalho, cuidados com os filhos, afazeres domésticos e outras atividades, acaba fazendo com que não sobre tempo ou disposição para a prática de exercícios físicos. Para outras, deixar de ir à academia é uma opção, seja por timidez ou pela dificuldade em chegar às aulas, em função do trânsito ou de conflitos de horários. Mas agora as desculpas que fazem com que elas continuem no sedentarismo acabaram. Isso porque há pouco mais de três meses foi lançada uma nova opção para quem pretende manter a forma.

Sediada em Curitiba, a academia online Home Fitness transmite aulas pela internet para o mundo todo, com exercícios funcionais, aqueles que trabalham com o peso do próprio corpo, em modalidades como zumba, pilates, artes marciais, ginástica localizada e aeróbica e alongamento. Para “frequentar” as aulas, basta ter conexão à internet e escolher entre um dos planos oferecidos, que podem ou não, fazer com que os professores tenham acesso à sua imagem pela webcam, para verificar seu desempenho nos exercícios.

E quem é desconfiada pode ficar tranquila, pois os professores asseguram que a academia à distância é tão eficaz quanto uma tradicional, com aulas presenciais. “Em comparação com uma academia tradicional, os benefícios são os mesmos, aliás, como não trabalhamos com aparelhos, os riscos de lesões são ainda menores, já que em nossas aulas os alunos utilizam o peso do próprio corpo nos exercícios”, explica a professora de educação física da Home Fitness Franciele Loiola.

Outra vantagem apontada por Franciele é a comodidade, já que as aulas diárias vão das 7h10 às 22h10, com 30 minutos de duração cada, e podem ser feitas em casa. “Isso ajuda a diminuir as faltas. Como a pessoa não precisa se deslocar até a academia, ela tem economia de tempo e de dinheiro e o valor da mensalidade também é menor. Em dias mais frios ou chuvosos, a frequência nas aulas de uma academia diminui cerca de 30%. Já na academia virtual, no conforto do próprio lar, o aluno não encontra dificuldades ou motivos para não se exercitar”, observa.
Com mais de 15 anos de experiência, a professora de educação física Ana Paula Kaul conta que se adaptou bem à nova forma de dar aulas e indica o método para pessoas de todas as idades. “No começo, precisei me acostumar com esta tecnologia, mas agora adoro. Hoje, até prefiro trabalhar com as aulas online, pois consigo acompanhar os movimentos que os alunos fazem e corrigir o que não está sendo bem executado. Isso é mais fácil assim do que em uma turma lotada na academia”.

Ana Paula ainda relata que, mesmo após poucos meses do início das aulas, já conhece as alunas pelo nome e que grande parte do público, que hoje é formado por mais de 120 clientes, é composto por mulheres. “As mulheres representam 95% por cento dos nossos alunos e a maior parte delas têm como objetivo a perda de peso. Neste sentido a academia online pode ser um incentivo, já que em casa ninguém precisa ficar inibido”.

Satisfação e resultados garantidos

Entre as alunas da Home Fitness, está a advogada Suelen Bessa, de 30 anos, que ao procurar por vídeos de exercícios na internet descobriu esta nova possibilidade. “Eu já estava fazendo exercícios em casa, mas os vídeos dispo,níveis no youtube têm aulas curtas e sem variedade. Quando descobri a academia online, achei show de bola. Estou matriculada desde fevereiro, praticando os exercícios três ou quatro vezes por semana e já percebo os resultados: já emagreci mais de cinco quilos”.

Para ela, o diferencial das aulas online é a praticidade e a simplicidade, já que não é necessária uma produção especial antes dos exercícios. “Faço em casa de acordo com meus horários e não preciso me preocupar em vestir uma roupa bacana. Meu objetivo é emagrecer e tenho me sentido motivada, além disto, os professores acompanham nossa evolução, ligam ou entram em contato por e-mail”.

Em qualquer lugar

A ideia de criar uma academia com aulas surgiu quando o empresário e sócio-proprietário da Home Fitness Rafael Scorsin passou a ter dificuldades em se exercitar cada vez que viajava a trabalho. “Eu viajava muito e era impraticável me matricular em uma academia em cada cidade, assim busquei exercícios pela internet. Nesta mesma época, também fazia um curso de inglês à distancia e, assim, surgiu a ideia de montar uma academia online, com aulas ao vivo, transmitidas pela internet, com a consultoria de um professor especializado, como a que tinha em meu curso de inglês”.