No próximo domingo (10), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia viagem de quatro dias ao continente africano. Serão visitados cinco países: Camarões, Nigéria, Gana, Guiné-Bissau e Senegal. Essa é a quarta viagem que o presidente faz à África desde a posse, em 2003. Vários acordos negociados nos últimos dois anos com governos africanos serão consolidados na próxima semana pela comitiva presidencial.

O diretor de Departamento de África do Itamaraty, embaixador Pedro Motta, diz que a intenção do presidente é dar continuidade a projetos de cooperação principalmente no campo social. Serão intensificadas parcerias nas áreas de saúde, educação e agricultura. "São áreas onde nós podemos oferecer aos países africanos uma cooperação de qualidade, temos condições para isso, e isso para eles significa muito", avalia Motta.

Durante a viagem, o presidente deve anunciar a criação de 100 de bolsas de estudo para africanos nas universidades brasileiras. Hoje, cerca de 700 jovens da África chegam por ano ao país para estudar. A falta de apoio financeiro faz com que muitos deles voltem para casa antes do tempo.

A expectativa do governo brasileiro é de que a permanência desses estudantes seja um fator a mais de atração para professores africanos lecionarem no Brasil. Com Nigéria e Camarões, a comitiva presidencial já deve fechar um acordo para a vinda de docentes interessados em promover cursos sobre histórica e cultura africana nas universidades e escolas brasileiras.