Testamos o novo xodó da Volkswagen, o T-Cross, SUV que foi lançado em abril deste ano e já é um sucesso de vendas. Andamos com a versão Comfortline 200 TSI, que é uma abaixo da versão top de linha, a Highline 250 TSI. O carro é muito legal de dirigir, tem uma posição confortável para o motorista e espaço de sobra para os passageiros.

+Leia mais! Novo Sandero é flagrado em garagem e mostra semelhança com Mégane europeu

Equipado com o mesmo motor 1.0 Turbo do Polo e do Virtus, o T-Cross responde bem ao pisarmos no acelerador, mesmo com todo peso. A combinação do motor 1.0 de 128 cv e 20,4 kgfm de torque com o câmbio automático de seis marchas é perfeita. Além disso é econômico, marcando 11 km/l na cidade e 13,5 km/l na estrada, na gasolina.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

A suspensão é outro ponto alto do SUV da Volkswagen. Macia e silenciosa, diminui muito os impactos do piso. O T-Cross também conta com uma excelente estabilidade, principalmente quando o sistema de bloqueio eletrônico do diferencial entra em ação. Isso torna a condução mais segura e ágil. Outro detalhe relativo à segurança é o sistema de frenagem pós-colisão, que evita batidas subsequentes, muito comuns em acidentes em rodovias.

Câmbio automático de seis marchas combina perfeitamente com o motor turbo 1.0. Foto: Carlos Bório
Câmbio automático de seis marchas combina perfeitamente com o motor turbo 1.0. Foto: Carlos Bório

Design

Mesmo sendo uma versão intermediária, o T-Cross Comfortline é bem equipado. Ela parte de R$ 99.990,00, mas tem vários pacotes para deixar o modelo ainda mais incrementado. A versão testada contava com pacote Interactive, que inclui central multimídia com GPS integrado, iluminação ambiente de LED e seletor de perfil de condução, que custa R$ 3.950. Ainda tinha bancos em couro e aplicações decorativas no painel, que saem por R$ 1.950, elevando o preço final do Comfortline para mais de R$ 100 mil. Um porém é o acabamento em plástico duro, que deixa um pouco a desejar num modelo de R$ 100 mil. A Volkswagen poderia ter caprichado mais nestes detalhes.

+Viu essa? Volkswagen lança o Jetta GLI: um sedã de 230 cavalos!

Controles no volante, que conta também com aletas para troca de marcha. Foto: Carlos Bório
Controles no volante, que conta também com aletas para troca de marcha. Foto: Carlos Bório

Segurança

A versão Comfortline traz seis airbags, controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente para partida em aclives, bloqueio eletrônico do diferencial e sistema de frenagem automática pós-colisão. E o SUV tem um excelente desempenho em frenagem: apenas 35,13 metros para parar vindo de 100 km/h.
Tem também câmera de ré para facilitar as manobras, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, faróis auxiliares que são acionados durante as manobras, para facilitar a visualização. Isofix para cadeirinhas de bebês.

+Leia também! Peugeot 2008 ganha novo visual e preço agressivo pra ganhar mercado!

Resultado

O T-Cross Comfortline 200 TSI é uma opção muito interessante na faixa de preço. E tem desempenho melhor que seus concorrentes diretos, mas custa mais. Então é questão de fazer um test-drive e sentir o carro na mão para definir a compra. Uma coisa é certa, você não vai se arrepender.