Foi preso, nesta segunda-feira (7), um homem de 31 anos, suspeito de assaltar uma joalheria no Shopping Curitiba no dia 13 de setembro, dando um prejuízo de R$ 70 mil à loja. A prisão aconteceu em um hotel de bom padrão no Centro da cidade, onde também foram apreendidas quatro correntes de ouro e R$ 5,9 mil em dinheiro, além de acessórios, entre eles boné e mochila, usados por ele no dia do crime, de acordo com análise em imagens de câmeras de monitoramento.

+Leia também: Cliente flagra movimentação estranha e ‘salva’ rapaz de assalto em Curitiba

Também foram apreendidas quatro correntes de ouro e R$ 5,9 mil em dinheiro, além de acessórios, entre eles boné e mochila usados no dia do crime. Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná
Também foram apreendidas quatro correntes de ouro e R$ 5,9 mil em dinheiro, além de acessórios, entre eles boné e mochila usados no dia do crime. Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná

De acordo com informações da Polícia Civil, o homem teria entrado na loja e mostrado uma arma de fogo para a vendedora do estabelecimento. Na ocasião, ele roubou um mostruário com diversas correntes de ouro e fugiu no local. Ainda segundo as investigações, o indivíduo teria tentado praticar o mesmo crime 45 minutos antes em outra joalheria da mesma rede, localizada no Polloshop, no bairro Alto da XV.

Assalto aconteceu em joalheria do Shopping Curitiba no dia 13 de setembro e foi registrado por câmeras de segurança. Foto: Divulgação/Polícia Civil
Assalto aconteceu em joalheria do Shopping Curitiba no dia 13 de setembro e foi registrado por câmeras de segurança. Foto: Divulgação/Polícia Civil

As vítimas do roubo compareceram na delegacia e reconheceram o suspeito como autor do crime. Além disso, reconheceram duas das correntes apreendidas com ele, sendo objeto proveniente do roubo. O homem já contava com um mandado de prisão em aberto por roubo e responde ao menos seis inquéritos policiais por crimes contra o patrimônio. Agora, foi novamente autuado por roubo e encontra-se preso à disposição da Justiça.

Ex-militar dispara pelo menos 60 tiros dentro de casa, causa pânico e acaba preso