Cinco policiais militares suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas na região sul de Curitiba, mais especificamente na CIC, foram presos na manhã desta sexta-feira (13). Um policial civil também foi alvo de mandado de busca. Eles são investigados pela Operação Carnívoro, que tem como objetivo prender policiais que utilizavam de seus cargos para para facilitar e se envolver no tráfico daquela região. Os presos, inclusive, estavam na folha de pagamento do esquema criminoso. A operação ocorre um dia depois que a Polícia Civil desarticulou outra grande operação contra o tráfico na capital.

“A quadrilha agia mais especificamente na região do Caiuá. Os policiais militares faziam parte da folha de pagamento e recebiam dinheiro da organização criminosa para não realizar flagrantes, ou seja, fazer vistas grossas no tráfico da região”, explicou as promotora de justiça Karla Giovanna da Silva Freitas Violato, do Ministério Público do Paraná.

Estão sendo cumpridos 29 mandados de prisão. Além dos 6 envolvendo policiais, os outros 23 alvos são traficantes. “Trata-se de uma organização criminosa que estendia seus tentáculos na região sul de Curitiba e outras comunidades, com traficantes e agentes públicos. Uma ação de policiais em conluio com traficantes”, definiu a PM. Na CIC, recentemente, um homem envolvido com o tráfico chegou a ser preso com notas de dólar.

Os presos e os materiais apreendidos na operação estão sendo encaminhados para a sede do Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – força-tarefa do Ministério Público, que trabalha em parceria com a PM nesta operação.