“Ele me parou, disse que queria levar meu carro e me derrubou no chão. Meu filho foi em cima dele”, contou a vítima de uma tentativa de assalto na manhã desta quinta-feira (29), no Alto da XV, em Curitiba. Um policial que ajudou a mulher acabou baleado e o assaltante conseguiu fugir.

A ação aconteceu por volta das 11h, na Rua Professor Brandão, quando a mulher, de 43 anos, parou o carro e foi abordada pelo assaltante. “Ele só dizia que iria levar o carro, e eu não consegui ver mais nada porque foi muito rápido”.

Um policial do 13º Batalhão da Polícia Militar (BPM), que mora próximo dali e passava bem na hora, viu toda a ação e reagiu. Houve um confronto entre o policial e o bandido, que fugiu.

O PM foi socorrido pelo Siate e encaminhado ao hospital. Segundo os socorristas, pelo menos dois disparos atingiram a perna do homem, que apesar da gravidade do ferimento, não corria risco de morte.

Grande herói

O filho da vítima foi quem ajudou os policiais que chegaram logo depois. “Ele foi o meu herói. Meu grande herói. Pulou no pescoço do assaltante e não se preocupou com o que poderia acontecer com ele”, disse a mulher.

“Eu só queria te salvar, mamãe, e lembro de tudo”, explicou o menino. A mulher e o garoto, apesar de muito assustados, não se feriram. Ela levou uma pancada que fez sua orelha sangrar, mas não precisou ser hospitalizada.

Escapou ferido

A suspeita do PM que trocou tiros é de que o assaltante se feriu. Ele teria entrado numa caminhonete que o esperava próximo ao local da abordagem. O helicóptero da PM faz buscas na região junto com várias viaturas, mas ninguém foi preso.