enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Barbaridade!

Policial dispara quatro vezes contra ex-mulher e depois tira a própria vida

  • Por Redação / Tribuna do Paraná
Foto: Reprodução/TVCI.

Um crime brutal chocou moradores de Paranaguá, no litoral do Estado, na manhã neste sábado (20). O sargento aposentado da Polícia Militar Sidney da Rosa Silva, de 48 anos, matou a ex-esposa e depois tirou a própria vida.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

O crime seguido de suicídio ocorreu no bairro Fangueira, depois que o policial chegou na casa em que Jucilene Siqueira, de 29 anos, estava. Eles teriam discutido e logo em seguida vieram os disparos, foram quatro tiros. Depois, Sidney seguiu para casa onde tirou a própria vida com a mesma arma utilizada para matar a ex-companheira.

A Polícia Militar foi acionado por volta das 8h e encontrou Jucilene já sem vida. Os corpos foram encaminhados para o

Na frente dos filhos

Os filhos do casal e outras duas crianças de outro relacionamento de Jucilene estavam na casa no momento dos disparos, que ocorreram por volta das 7h30. Os dois estavam separados desde o ano passado.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Esposa morre em grave acidente na Rodovia do Xisto. Marido teve ferimentos leves

 

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

35 Comentários em "Policial dispara quatro vezes contra ex-mulher e depois tira a própria vida"


Pedro Mueller
Pedro Mueller
4 meses 2 dias atrás

Com todo respeito a PM, mas ontem em paranaguá havia dezenas de viaturas fechando a rua do cemitério para o enterro desse cara. Honras a um doente como esse? Tinha até viatura da inútil guarda municipal (que só sabem andar em bandos e ficam em patotas batendo papo pela cidade). Fala sério….

Pedro Mueller
Pedro Mueller
4 meses 2 dias atrás

Ainda passei perto da capela em Paranaguá e a inútil Guarda Municipal e a respeitável PM cortejando esse cara. Fala sério…..

Fagundes  Sauer
Fagundes Sauer
4 meses 3 dias atrás

Triste fim de mais uma familia,mais 2 crianças sem perspectiva de um futuro,se hoje esta assim imaginem daqui 10 anos.

Moacyr Ferreira
Moacyr Ferreira
4 meses 4 dias atrás

Tioito silva, vc é um recalcado. Provavelmente perdeu alguma teta no (des) governo dos petralhas.
Diante de uma tragédia familiar (ou de hombridade que, o assassino/ suicida, infelizmente nao teve, vem misturar as coisas.
Perdeu a teta ou a mutreta, VAI TRABALHAR VAGABUNDO (uma boa citaçao do Chico

Evelyn Mello
Evelyn Mello
4 meses 4 dias atrás

aposentado com 48 anos, devia já ter algum desarranjo mental tipo do capetão, que era tenente e foi aposentado aos 33 anos com patente superior. Tô certa seu Mário? E a arma era oficial ou daquelas que se usam como muda em “confronto”? Se oficial e o rapaz com problema alguém tem culpa aí.

Mário
Mário
4 meses 3 dias atrás

Não discuto com petebas, pois é muita baixaria , principalmente quando tentam impor o bolsonaro de qualquer maneira . O cidadão contribuiu e foi reformado ou reformado algum problema . Arma carga do estado e precisa será devolvida.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas