A prisão preventiva do policial militar Peterson da Mota Cordeiro, de 30 anos, foi decretada nesta quinta-feira (9) pela Justiça. Ele é apontado pela polícia como o responsável pela morte de Renata Larissa dos Santos, de 22 anos. No total, 17 vítimas já procuraram a Delegacia da Mulher para denunciar o PM por estupro.

A delegada responsável pelo caso, Eliete Kovalhuk, explicou que a conversão de prisão temporária para preventiva impede que Peterson deixe a prisão nos próximos dias. “Recebemos o mandado de prisão preventiva dele e ele vai responder aos processos preso. Não existe mais um prazo para que ele seja solto, até que o judiciário reverta essa decisão por algum motivo, e não acreditamos que isso aconteça tão logo”.

Além disso, ela ressaltou que as vítimas continuam descrevendo Peterson da mesma maneira. “Desde que os casos vieram à tona estamos recebendo vítimas para registrar situações que teriam vivenciado com o Peterson. Todas as vítimas estão sendo ouvidas para verificarmos qual o histórico de periculosidade dele. A maioria explica que ele marcava os encontros por redes sociais e que tentava dar aquele ar de segurança. Ele tinha alguns fetiches e em algum momento, se elas se negassem, ele partia para a agressividade”, concluiu.

Caso chocante

Encontrada morta às margens da BR-376, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), no dia 1 de agosto, Renata Larissa desapareceu no dia 27 de maio quando saiu de casa por volta das 20h30 e nunca mais voltou. O policial militar Peterson da Mota Cordeiro, de 30 anos, é apontado como autor deste e de outros crimes.

Renata Larissa teve seus últimos momentos de vida registrados pelo estuprador. A delegada explica que no celular dele foram encontrados vídeos em que a jovem aparecia nua e com as mãos algemadas em meio a um matagal, próximo ao Zoológico de Curitiba, no bairro Alto Boqueirão, mesmo bairro em que o PM morava.

A defesa do policial foi procurada e a reportagem espera manifestação dos defensores sobre os fatos expostos na matéria.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Homem foge a pé pra São Paulo após matar companheira em hotel de Curitiba