enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Pro xadrez!

Mulher é condenada a 22 anos de prisão após morte brutal de criança na RMC

  • Por Gustavo Marques
Ana Maria Gouveia acabou condenada a 22 anos de prisão por conta da morte do menino Izaque Furlan, em 2017. Foto: Arquivo.
Ana Maria Gouveia acabou condenada a 22 anos de prisão por conta da morte do menino Izaque Furlan, em 2017. Foto: Arquivo.

O julgamento de um casal acusado de matar o menino Izaque Furlan de 6 anos, e depois esconder o corpo dentro de um forno, terminou na noite de quinta-feira (25), no Tribunal do Júri de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba. Ana Maria Gouveia foi condenada a 22 anos e nove meses de prisão, enquanto Claudinei Gonçalves Monteiro acabou absolvido.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

A condenada foi qualificada por homicídio, dissimulação e ocultação de cadáver. A defesa de Ana Maria informou que pretende recorrer da decisão, pois imagina que Claudinei Monteiro também seria punido.

Julgamento

O julgamento teve início na quarta-feira (24) e mais de quinze testemunhas foram ouvidas segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR). Marcos Antônio da Cunha Araújo, da 1.ª Vara Criminal de Almirante Tamandaré, presidiu o Tribunal do Júri. Os promotores que atuaram foram Ricardo Baldacin Salgado e Mariana Dias Mariano.

O crime!

Izaque Furlan teria morrido por espancamento com golpes de tijolo na cabeça e por fim, estrangulado com um fio de enceradeira, em 2017. O corpo foi encontrado em uma mala dentro de um forno na casa da autora do crime. Ana Maria era responsável por cuidar de Izaque, enquanto a mãe trabalhava. Ana Maria Gouveia relatou na oportunidade que cometeu o crime devido a desavenças com a mãe do menino.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Homem morre ao cair em córrego após parar pra ‘fazer xixi’

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

7 Comentários em "Mulher é condenada a 22 anos de prisão após morte brutal de criança na RMC"


CAP MAIOR DO PR
CAP MAIOR DO PR
1 mês 22 dias atrás

essa guria tem uma cara de ot@ria

Arauto D.
Arauto D.
1 mês 22 dias atrás

Tem aquelas caras que dá vontade de meter um socão, né?

Mirtão Lopes
Mirtão Lopes
1 mês 22 dias atrás

Cara de lesada.

Oscar Aglio
Oscar Aglio
1 mês 22 dias atrás

Um traste irrecuperável. Essa é a verdade nua e crua. Merecia 2Kv na nuca e comer grama pela raiz.

JOAQUIM  TEIXEIRA IRA
JOAQUIM TEIXEIRA IRA
1 mês 22 dias atrás

Pessoas como esta deveriam ter sido colocadas em um hospício, mas a lei não permite mais, desde que aquele velho Gagá fez a Constituição de 1988. Aí, em vez de interna será presidiária. E com a culpa de um assassinato.

Arauto D.
Arauto D.
1 mês 22 dias atrás

Venha!!!!

Alberto Roberto
Alberto Roberto
1 mês 21 dias atrás

Capi Roto, vc é só decepção. Só fica chamando as tranqueiras, em vez de vir buscar… CaPi ada Roto.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas