enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Como assim?

Homem agride suspeitos de furtar sua casa, mas é ele quem acaba preso

  • Por Lucas Sarzi
Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná
Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Um homem de 35 anos foi preso pela Polícia Civil porque teria agredido dois bandidos que invadiram duas vezes a casa dele, no bairro Hauer, em Curitiba, em menos de 30 minutos. Toda a situação aconteceu na madrugada desta quinta-feira (6) e a dupla de assaltantes, que chegou a ser presa, foi liberada pela polícia. Mais tardem, um deles acabou novamente detido porque tentou invadir pela terceira vez a casa da vítima.

A esposa do homem contou que a ação da dupla aconteceu na madrugada, por volta de 1h30. “Nós ouvimos alguém entrando em casa e logo depois meu marido viu que tinha sido furtada uma bicicleta. Eles mexeram em tudo no terreno e também no nosso carro”, detalhou a mulher, que também tem 35 anos e a reportagem optou por não divulgar seu nome.

Logo depois, imaginando que a dupla voltaria para pegar outra bicicleta, o homem esperou e não deu outra. “Não deu 20 minutos, eles voltaram. Meu marido pegou eles no portão de casa, agrediu para segurá-los. Estávamos revoltados e fizemos isso para defender a nossa integridade, porque somos trabalhadores”.

Com os ladrões contidos, a Polícia Militar (PM) foi chamada e eles foram presos. O homem, que era vítima e que foi encaminhado à Central de Flagrantes para representar contra os dois bandidos que invadiram sua casa, acabou surpreendido ao chegar à delegacia. “A Polícia Civil prendeu meu marido porque ele agrediu os ladrões”, desabafou a mulher.

+Leia também: Presa quadrilha que roubava casas e veículos em Curitiba e litoral

Bandidos soltos

Enquanto a vítima continuou presa, a Justiça soltou a dupla de assaltantes, que saíram pela porta da frente da Central de Flagrantes. “Uma situação desesperadora, que está me doendo na alma. Meu marido, pessoa de bem, ficou preso. Os dois homens, que invadiram minha casa, foram soltos”, comentou a esposa da vítima.

Segundo a mulher, o homem não merecia passar por isso. “Meu marido é trabalhador, acorda cedo e volta só à noite porque está sempre trabalhando. Tem as mãos calejadas de tanto trabalhar. Não merecemos isso”, explicou ela, defendendo também que a revolta não era somente pela condição do marido, mas também pelo medo de que os bandidos voltassem.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Terceira invasão

Poucas horas após a prisão da dupla, um dos bandidos, já livre, cumpriu o que as vítimas temiam: voltou à residência. “Enquanto eu estava na delegacia tentando soltar meu marido, os bandidos voltaram. Vocês têm noção? Voltaram a minha casa para fazer mal a minha família”, disse, revoltada, a mulher.

Nesta terceira invasão, a PM foi chamada novamente e um dos bandidos foi preso. Ele, que não teve o nome divulgado, foi encaminhado ao 7º Distrito Policial e, dessa vez, não deve sair. O outro comparsa não foi encontrado e deve continuar livre. “Ficou comprovado que eles tentaram entrar de novo na minha casa. Enquanto isso, meu marido está preso. Os ladrões estavam soltos e voltaram a minha casa. Não dá para entender uma Justiça que defende um bandido”, comentou a esposa da vítima.

+Leia também: Polícia Federal cumpre mandados em Curitiba em operação contra fraude no INSS

Suspeito de tortura

Em nota, a Polícia Civil informou que os dois bandidos não ficaram presos “pois não havia qualquer prova em relação à autoria do fato por parte dos conduzidos”. Já sobre a vítima, que essa sim ficou presa, a polícia informou “que ele foi preso suspeito por torturar a dupla conduzida à delegacia”, fato confessado pelo próprio homem.

Ainda conforme a nota da Polícia Civil, o homem teria se passado por policial, “fazendo menção de estar armado, durante a abordagem”. Sem comentar a gravidade da situação, já que foram três invasões à residência da vítima, a polícia disse que “vale alertar a população que as leis são cumpridas, por isso é importante que as vítimas chamem a PM no momento de qualquer crime, sem tentar resolver de maneira pessoal, reagindo ou agredindo o suposto criminoso”.

Imagem de PM ajudando vovozinha comove curitibanos

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

20 Comentários em "Homem agride suspeitos de furtar sua casa, mas é ele quem acaba preso"


hilario barbosa
hilario barbosa
11 dias 1 hora atrás

E humilhante, más já faz tempo que o BRASIL inverteu os valores.
Mais uma herança maldita do PT.

Walter Palma
Walter Palma
11 dias 22 horas atrás

Poste mijando no dog. Só por Deus!

Cláudio
Cláudio
11 dias 23 horas atrás

Até pode deter o rapaz, para averiguar a questão de tortura e agressão desde que realmente tenha acontecido.
Mas jamais soltar os acusados por falta de provas, pois tem o filho e a esposa como testemunhas.

Rafael  Pilha
Rafael Pilha
11 dias 23 horas atrás

resumindo : é o Poste mijando no cachorro !

CARLÂO COXA BRANCA
CARLÂO COXA BRANCA
11 dias 23 horas atrás

BOLSONARO E SÉRGIO MORO, ESTÃO CHEGANDO A PARTIR DE JANEIRO ACABA ESTA PALHAÇADA QUE A M-E-R-D-@ DO PT IMPLANTOU, VAI SER BALA NO R-@-B-O DESTA BANDIDAGEM, VAMOS ESVAZIAR AS RUAS DESTAS IMUNDÍCIES, NEM PRA CADEIA VÃO, O CERTO É QUE VÃO VIRAR COMIDA DE LARVAS. “AGUARDEM”!

Cláudio
Cláudio
11 dias 23 horas atrás

Não sonha.
O que tem que funcionar e não funciona é a lei.
Eu até concordo que o cidadão comum possa dar voz de prisão se tiver e vantagem e em condição pra tal.
Quanto a mandar chumbo em bandido foi só conversa do candidato na época pra ganhar voto. Ele sabe que tem que obedecer a lei.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas