Um grupo com quatro homens, suspeitos de roubo e adulteração de veículo, entrou em confronto com policiais militares na tarde desta quinta-feira (6), em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, após uma denúncia de que eles estariam circulando pela região do Mauá, dentro da Vila Zumbi. Um deles, com idade entre 25 e 30 anos, morreu nas proximidades da Rua Anna de Souza. Dois deles conseguiram fugir por um matagal e o outro foi preso.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Conforme a Polícia Militar (PM), a ocorrência se iniciou ainda na manhã desta quinta, quando foram roubadas duas placas de um carro modelo Renault Fluence, no Santa Cândida, em Curitiba. Os suspeitos teriam inserido as placas em um Renault Logan roubado na quarta-feira (5). Eles circulavam por Colombo quando duas equipes da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) deram de frente com eles. O grupo tentou fugir.

“Eles se evadiram da primeira viatura. Depois, quando a segunda equipe cruzou com eles na Vila Zumbi, chegou a ter uma pequena colisão entre o Logan e a viatura. Eles acabaram abandonando o carro para se embrenhar no mato. Do outro lado do matagal, uma equipe da Rocam [patrulhamento que utiliza motos] se deparou com eles durante o cerco”, explicou o coronel Sérgio Augusto Ramos, comandante do 22.º Batalhão da PM.

Na saída do mato estavam dois dos homens, um deles armado. “O que estava com a arma na mão foi alvejado e entrou em óbito. O segundo foi preso. Os policias do canil do Bope [Batalhão de Operações Especiais] fizeram buscas para encontrar os outros dois”, disse o coronel.

+ Atenção, motoristas! Linha Verde tem novos desvios pra conclusão de obras

A PM informou que os quatro já teriam passagem pela polícia por receptação e roubo, além de outros crimes. “Ainda trabalhamos para apurar a ficha deles. Chama a atenção o fotao de que um deles foi preso no domingo (2), pelo mesmo crime envolvendo veículos, mas foi solto na audiência de custódia. Depois, veio cometer o crime novamente na quinta”, concluiu Ramos. A PM não disse qual dos quatro teria sido preso no fim de semana.

Quanto ao suspeito baleado no confronto, o Siate chegou a ser acionado para prestar socorro, mas o óbito foi constado. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML). Os suspeitos que conseguiram fugir pelo matagal não haviam sido encontrados até o fim da tarde desta quinta.

Crianças acham corpo de mulher morta quando voltavam da escola