Um furto de celular de uma mulher de 58 anos, dentro do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe, em Curitiba, causou indignação e perplexidade na família da vítima. O celular foi furtado na quarta-feira (31), durante a missa do meio-dia, no momento em que a mulher escrevia seus pedidos de oração para o Dia de Finados, que é celebrado nesta sexta-feira (2). O aparelho estava dentro da bolsa.

Pelo Facebook, uma das filhas da vítima reclamou do descaso da igreja em prestar auxílio na hora da ocorrência e também da cara de pau da pessoa que se aproveitou de um espaço destinado a orações para cometer o crime.

Segundo a filha, a nutricionista Cristiane Heckmann, de 32 anos, a mãe dela, de 58 anos, estava na missa e aguardava a hora de escrever os pedidos de oração, o que normalmente ocorre no final da celebração. Ela estava sentada no sétimo banco do lado direito, contando do altar para o fundo do santuário, quando começou a escrever seus pedidos em um papel. Era por volta da 13h. “Foi nessa hora que alguém colocou a mão na bolsa dela e levou o celular”, relatou a nutricionista. “Minha mão foi procurar um dos ministros que ela conhece e ele sugeriu que ela poderia ter esquecido o celular em casa. Isso me deixou indignada, pois minha mãe é uma pessoa muito cuidadosa”, reclamou.

Cristiane contou que, nesse momento, um ex-funcionário do santuário foi muito solícito e tentou ligar para a o celular furtado, mas só deu ocupado. “Ele também ligou para me avisar e foi com minha mãe até a secretaria da igreja para tentar ver as câmeras”, contou Cristiane. Ainda segundo ela, o técnico responsável não estava e a promessa da secretaria foi dar um retorno no dia seguinte. Nesta quinta-feira (1), a informação do santuário era de que a câmera só conseguiu flagrar vultos no local onde estava o banco e que não seria possível identificar ninguém. “É estranho, pois na quarta tinham dito que ali no local daria para ver. De certo, não deu mesmo, mas deixa a gente indignada. Minha mãe participa muito daquela igreja, mas na hora que precisa ninguém consegue ajudar”, desabafa.

A família registrou o boletim de ocorrência pela internet, por volta das 17h de quarta. Também foi solicitado o bloqueio do aparelho na operadora. “Não temos muita expectativa de recuperá-lo, mas fizemos todos os procedimentos”, conta a filha. Na postagem do Facebook, a Cristiane diz que essa não foi a primeira vez que algo assim ocorreu. “Minha mãe não foi a primeira a ser assaltada hoje em plena Igreja do Guadalupe e infelizmente não será a última, mas quem sabe se as pessoas não pensassem apenas no próprio umbigo ou não aceitassem passivamente esses absurdos as coisas melhorassem. Quem dera se cada um pegasse um pouquinho da disposição que tem para criticar e agredir a opinião alheia que é oposta a sua, seja por eleição, futebol qualquer outro motivo e tivesse essa mesma disposição para alertar a pessoa do seu lado que um sem noção está com a mão dentro da sua bolsa”, diz a postagem, que está marcada como pública nas redes. Em setembro de 2016, a Tribuna do Paraná publicou reportagem sobre o furto de uma bolsa no local.

O que diz o Santuário

Já o Santuário de Guadalupe diz que prestou todo o atendimento para a mulher. “Fizemos todo o possível para atendê-la. Funcionários, seguranças e o setor da acolhida prestou todo o apoio, inclusive ligando para o celular dela”, explica o ministro extraordinário da Sagrada Comunhão, Fernando Macedo. “Nós não vimos, não sei dizer precisamente o que houve, mas realmente não dá para deixar pertences abertos ou pelos bancos do santuário. Frequentemente, nós damos essa orientação na hora dos avisos da missa. Não temos como impedir que pessoas frequentem o santuário, é um lugar aberto. No entanto, mantemos seguranças no local para evitar esse tipo de situação”, diz o ministro.

Por volta das 18h desta quinta-feira, a reportagem tentou contato com a secretaria do Santuário de Guadalupe para apurar a história das câmeras, mas não obteve sucesso.

A igreja do Guadalupe é conhecida no Brasil inteiro por causa da fama do seu pároco, o padre cantor Reginaldo Manzotti.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Preso suspeito de ter matado de forma brutal ex-jogador Daniel Corrêia de Freitas