O ministro da Defesa, Waldir Pires, disse hoje na audiência conjunta de comissões permanentes do Senado, que não houve contingenciamento de recursos destinados ao tráfego aéreo. Segundo o ministro, em 2006 os recursos destinados para esse setor são de R$ 530 milhões, e o executado até 31 de outubro é de R$ 325 milhões. Há disponíveis ainda para execução R$ 245 milhões. Essa diferença de grande volume de recursos deve-se ao fato de o orçamento só ter sido aprovado pelo Congresso no meio do ano.

O ministro lembrou que ao longo do governo Lula esse contingenciamento tem sido muito pequeno. Citou que em 2003, dos R$ 327 milhões destinados ao setor, R$ 18 milhões foram contingenciados, restando portanto R$ 308 milhões. Em 2004, de R$ 468 milhões foram executados R$ 464 milhões e em 2005, de R$ 495 milhões foram executados R$ 435 milhões. "Não houve contingenciamento que tenha reduzido aplicação de recursos, que tenha tumultuado as condições de controle e do tráfego aéreo", afirmou o ministro.