Servidores do estado do Paraná, contrários à proposta de reposição salarial feita pelo governador Ratinho Júnior, estão nas ruas de Curitiba novamente na manhã desta terça-feira (09).

O ato, que reúne professores, funcionários da educação, segurança pública, saúde entre outras categorias, segue entre a Praça 19 de Dezembro até o Palácio Iguaçu, onde fica o governo do Paraná.

Segundo Hermes Silva Leão, presidente da APP-Sindicato, os servidores estão indignados com o tratamento que o governador está tendo com a categoria. “Estamos nas ruas para exigir o que é nosso por direito e, mais uma vez, defender serviço público de qualidade para todo o povo paranaense”, disse. Segundo os organizadores, 25 mil pessoas participam do ato.

Os servidores cobram novamente uma reunião com o governador Ratinho Junior.

+Leia mais! Reajuste pra funcionalismo do Paraná fica para o segundo semestre

A proposta

Na semana passada Ratinho Junior anunciou reposição salarial de 5,09% aos servidores. Segundo a proposta, o valor será parcelado, sendo que 0,5% será pago a partir de outubro deste ano e mais 1,5% a partir de janeiro do ano que vem. Outro 1,5% será aplicado em janeiro de 2021, no caso de a Receita Corrente Líquida (RCL) do ano anterior ter crescido pelo menos 6,5%. O restante (mais 1,5%) incidirá em janeiro de 2022, desde que a receita apresentar crescimento mínimo de 7% nos doze meses anteriores. Há contrapartidas como, por exemplo, o fim de licença prêmio.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Drama de menina de Curitiba é aplacado pela solidariedade e tem final feliz