A ponte de aproximadamente 800 metros que deve ligar as cidades de Guaratuba e Matinhos, no Litoral do Paraná, está mais perto de sair do papel, é o que garante o governo do Estado. Nesta quinta-feira (2), Secretaria de Infraestrutura e Logística e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR) publicou no Diário Oficial da União o aviso de manifestação de interesse de empresas para contratação dos serviços de estudos ambientais e projetos básicos e executivos. O deslocamento entre os municípios é feito por ferry-boats, há mais de 50 anos.

LEIA MAIS – Escolas e universidades do Paraná podem adotar aulas a distância durante a pandemia

Para o secretário estadual de Infraestrutura e Logística Sandro Alex, o projeto é histórico e importante para o desenvolvimento da região. “A ponte de Guaratuba é um sonho antigo de todos os paranaenses. É um projeto que trará benefícios enormes para a integração de todo nosso litoral e que vai facilitar bastante o deslocamento entre as praias, especialmente na alta temporada, quando mais de 400 mil veículos realizam a travessia com o ferry-boat”, explica Alex.

Ainda segundo o secretário, cerca de R$ 800 mil foram gastos no ano passado em estudos preliminares, de viabilidade técnica, financeira e ambiental do projeto, o chamado EVTEA. Neste estudos foram propostas alternativas para o traçado da ponte, que deve ter pouco mais de 800 metros, com início na região da Prainha, no lado Norte da travessia, e término no lado Sul, na Praia de Caieiras, em Guaratuba. No trecho final está prevista ainda a construção de um túnel, com aproximadamente 260 metros de extensão, terminando na área próxima às instalações de manutenção do ferry-boat.

Ponte deve ter cerca de 800 metros de extensão. Mapa: Divulgação/AENPr

Concorrência

“Por meio deste edital vamos elaborar a ‘lista curta’ de empresas e consórcios que têm interesse em desenvolver os estudos e projetos da ponte de Guaratuba. Vamos avaliar o portfólio das interessadas, uma relação de trabalhos já executados, e selecionar as seis melhores”, afirma o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.

Furiatti explica que, na sequência, será publicado um edital para selecionar a empresa ou consórcio que vai elaborar os Estudos de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental, além dos projetos Básico e Executivo de engenharia da ponte. O chamamento público para manifestação de interesse foi incluído no Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, que conta com financiamento do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID).

LEIA AINDA – Pacote coronavírus: como buscar empréstimo pra autônomo, MEI e pequena empresa no PR

As empresas interessadas em pleitear a licitação devem apresentar ao DER/PR uma relação de trabalhos similares já desenvolvidos, como a elaboração de projetos de construção de pontes e de estudos de impacto ambiental de obras rodoviárias já concluídas. Na fase licitatória, a empresa será selecionada para a elaboração dos novos estudos e dos projetos de acordo com o método de Seleção Baseado na Qualidade e Custo (SBQC), e conforme os procedimentos indicados nas Políticas para a Seleção e Contratação de Consultores de empreendimentos financiados pelo Banco Interamericano do Desenvolvimento.

Podem participar empresas ou consórcios nacionais e estrangeiros. As empresas interessadas tem até as 18 horas do dia 16 de abril para encaminhar as manifestações de interesse. Todos os documentos sobre essa manifestação de interesse estão disponíveis na página Compras Paraná.