O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) divulgou nesta sexta-feira (15) o último boletim de balneabilidade da temporada de verão 2012/ 2013. Apesar do grande número de pessoas no litoral, os resultados das análises não apresentaram alterações.

No interior, todos os pontos monitorados continuam próprios para banho. Já no litoral, dos 90 quilômetros de orla, 3,8 quilômetros devem ser evitados pelos banhistas, além da praia de Encantadas, na Ilha do Mel, e no rio Nhundiaquara, em Morretes e Antonina.

O diretor de Estudos e Padrões Ambientais do IAP, Alberto Baccarim, explica que as condições da água se mantiveram melhores do que na temporada do ano passado.

“Comparando os boletins dessa temporada com os da anterior, nos verificamos que a maioria dos pontos monitorados apresentou melhora significativa”, disse. “Entretanto, constatamos, também, que alguns pontos apresentaram resultados preocupantes devido ao aumento de residências e prédios novos. Nesses casos, iremos realizar um trabalho específico durante o ano”, afirmou Baccarim.

A medição da qualidade das águas durante as temporadas de verão é realizada pelo IAP desde a década de 1990. O objetivo é informar a população o nível de poluição que pode ser prejudicial à saúde (de Enterococos), de acordo com critérios e índices estipulados pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).

Semanalmente, o IAP divulga as medições por meio da imprensa, em pontos de informações espalhados nas costas oeste, norte e litorânea, além de utilizar bandeiras de sinalização e painéis eletrônicos.

A sinalização verde indica que a água pode ser aproveitada pelos banhistas. Já a bandeira vermelha significa que o local deve ser evitado nos 100 metros à esquerda e à direta da sinalização.

Nessa temporada o órgão monitorou a água no mar, de rios, córregos e represas do Paraná. Ao todo, são monitorados os 68 pontos no Estado que mais recebem pessoas nesta época do ano. Destes, 49 estão no Litoral e 19 no interior (costas oeste, norte e norte pioneiro).