Contribuintes que pedem o CPF na nota fiscal podem optar pela transferência dos créditos do Programa Nota Paraná para o pagamento do IPVA de 2021, já a partir da meia-noite do próximo domingo (1º). As transferências não têm limite de valor e podem ser feitas até o dia 30 de novembro.

VIU ESSA? Vereadora Julieta Reis renuncia à candidatura e está fora das eleições 2020 em Curitiba

De acordo com o governo estadual, os valores podem ser utilizados para pagar todo o IPVA ou parte do imposto, caso os créditos não sejam suficientes para cobrir o total. Mas essa transferência de créditos só pode ser utilizada nos veículos que estão em nome do contribuinte cadastrado, não sendo possível pagar o imposto para outras pessoas.

Como transferir?

O sistema do Nota Paraná é interligado com o Detran/PR, por isso, não é necessário preencher número de placa e nem o Renavam. Caso o veículo não seja listado no aplicativo ou no site do Nota Paraná, a orientação é entrar em contato com o 0800-041-1528.

LEIA MAIS – Programe-se! Veja o que abre e fecha em Curitiba neste feriado de Finados

Para efetuar a transferência, basta acessar a página do Nota Paraná fazer o login com CPF e senha, clicar na aba “Minha Conta Corrente” e selecionar “Transferir crédito para pagamento de IPVA”.

O sistema de transferência de IPVA fica aberto apenas no mês de novembro, do dia 1º ao dia 30. “É muito importante ficar atento para não perder o prazo”, alerta a coordenadora do programa da Secretaria da Fazenda do Paraná, a auditora fiscal Marta Gambini.

Sobre prazos, Marta reforça que os créditos do programa são automaticamente cancelados após 12 meses. Os créditos referentes a novembro de 2019 expiram no dia 11 de novembro de 2020.

Desde 2016, quando foi lançado, o Nota Paraná liberou mais de R$ 50 milhões em créditos para IPVA, segundo informações com o governo do estado. Em 2019, foram mais de R$ 15 milhões, com 126.968 mil veículos cadastrados.

Cadastro no Nota Paraná

Para se cadastrar no Nota Paraná é só acessar o site www.notaparana.pr.gov.br, clicar na opção “cadastre-se” e preencher os dados pessoais, como CPF, data de nascimento, nome completo, CEP e endereço de e-mail para criação da senha pessoal. Para concorrer aos sorteios é preciso fazer adesão no site. Para participar, basta se cadastrar no site e aderir ao regulamento.

LEIA AINDA – Preço do arroz deve cair em janeiro com a nova safra, diz ministra da Agricultura

Ao solicitar seu CPF na nota você ganhará um bilhete eletrônico pela primeira compra do mês. Depois, a cada R$ 200,00 em notas fiscais dá o direito a um bilhete para o sorteio de seu respectivo período de adesão. Os prêmios do sorteio podem ser usado para abater do IPVA ou ser creditados na conta bancária do premiado.