A Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) notificou 52,8% dos 365 caminhões abordados na fiscalização realizada esta semana nas rodovias pedagiadas de Curitiba e Região Metropolitana. Até ontem, foram 138 notificações por falta do vale-pedágio e 55 por ausência do Registro Nacional do Transportador Rodoviário de Cargas (RNTRC).

O coordenador de fiscalização da ANTT na região Sul, Edson Schimit, lembra que o vale-pedágio é de responsabilidade de quem paga o frete e não do motorista. Portanto, a multa recai também sobre o dono da carga. Em relação ao RNTRC, Schimit explica que a falta do registro é culpa do proprietário do veículo. ?Todo transportador rodoviário de carga deve estar registrado junto à ANTT. O número do registro (adesivo) deve estar na carreta, comprovando o registro. Por falta de registro, o proprietário do caminhão é autuado em R$ 500 e a falta do adesivo implica em multa de R$ 300?, informa.

O assessor jurídico da Federação Nacional dos Caminhoneiros Autônomos, Alziro Santos Filho, afirma que a ausência de registro se dá geralmente por negligência.