Os vendedores sul-coreanos estão vivenciando o inesperado lado positivo da briga de uma executiva Korean Air Lines por causa de macadâmias: uma grande onda de vendas do produto. O sabor das macadâmias era desconhecido para muitos sul-coreanos até que Cho Hyun-ah, a filha do presidente da Korean Air, ordenou que uma comissária de bordo saísse de um voo no começo do mês, depois de receber as nozes servidas em um saco, em vez de em uma bandeja.

A executiva renunciou às funções, incluindo o posto de chefe de serviço de cabine na semana passada em meio a uma tempestade de críticas sobre a disputa que forçou o voo a retornar ao portão. Mas agora a macadâmia é um nome familiar na Coreia do Sul, o que tem impulsionado as vendas.

A Auction, uma unidade sul-coreana do eBay e segundo maior site de e-commerce da Coreia do Sul, informou nesta segunda-feira que as vendas de macadâmias subiram quase 12 vezes nos últimos cinco dias, sem quaisquer promoções. O site disse que macadâmias respondiam anteriormente por cerca de 5% de suas vendas de nozes, mas agora eram responsáveis por quase metade.

A maior varejista da Coreia do Sul em compras online, a Gmarket, também de propriedade do eBay, disse que as vendas de macadâmia saltaram 20 vezes durante os seis dias até domingo, em comparação com a semana anterior.

O site de e-commerce Coupang mostrou que a macadâmia Mauna Loa estava sem estoque, com cerca de 100 usuários pedindo, na seção de comentários, que o produto seja rapidamente reabastecido. Fonte: Associated Press.