O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) irá se reunir na segunda-feira (24) para discutir os confrontos entre Israel e Palestina, que se agravaram nos últimos dias.

O vice-embaixador da Suécia, Carl Skau, anunciou em sua conta no Twitter que o seu país, junto com França e Egito, solicitou o encontro para “discutir urgentemente como meios de reduzir a intensidade do conflito podem ser empregados”.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, condenou o ataque promovido por um palestino ontem, que esfaqueou e matou três membros de uma família israelense num assentamento na Cisjordânia. “Ele manda suas condolências para os parentes das vítimas e deseja uma recuperação rápida aos feridos”, diz um documento emitido pelo vice-porta-voz de Guterres, Farhan Haq.

Neste sábado, o exército de Israel enviou mais tropas para o local do ataque e emitiu comunicado de alerta. O vice-ministro de Israel, Michael Oren, declarou que líderes palestinos devem pedir calma. Segundo Oren, o Hamas e outros grupos exploram as tensões para incitar a violência.

Ontem, o líder palestino Mahmoud Abbas suspendeu todo o contato com Israel. (Flavia Alemi, com informações da Associated Press – flavia.alemi@estadao.com)