Homens armados fizeram um ataque ao maior museu de Túnis, capital da Túnisia, nesta quarta-feira (18), matando pelo menos oito pessoas e ferindo seis, incluindo turistas, informaram autoridades.

O porta-voz do ministério do Interior, Mohamed Ali Aroui, disse em uma rádio local que somente uma das vítimas é tunisiana, mas não informou a nacionalidade das outras pessoas. O ministro das Relações Exteriores da Polônia anunciou que três poloneses estão entre os feridos.

O Museu Nacional do Bardo é uma das maiores atrações turísticas da Tunísia e fica próximo ao prédio do Parlamento, que foi esvaziado após o tiroteio.

Não se sabe ao certo quem são os responsáveis pelo ataque. Apesar de ser um país mais estável do que outros na região, a Tunísia tem lidado com grupos extremistas islâmicos ligados a Al-Qaeda e ao Estado Islâmico.

O ataque ocorreu um dia depois que o governo confirmou a morte na Líbia de um suspeito de praticar ataques terroristas na Tunísia, Ahmed Rouissi. Fonte: Associated Press