As taxas dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) negociadas na B3 iniciam o dia com alta, em sintonia com o fortalecimento do dólar ante o real. A manhã desta terça-feira (dia 1º) é de cautela no mercado de juros, com as atenções voltadas à votação da proposta da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, marcada para as 10h.

Às 9h24 desta terça, o contrato de DI para janeiro de 2021 tinha taxa de 4,99%, na máxima do dia, ante 4,94% do ajuste da véspera. O DI para janeiro de 2023 projetava 6,11%, de 6,05% do ajuste anterior. Na ponta mais longa, o DI para janeiro de 2025 tinha taxa de 6,72%, de 6,67%.