O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, disse hoje que apesar de a recessão nos EUA ser severa, a economia americana está indo melhor do que algumas economias no exterior. Ele afirmou que não espera mudança na posição de domínio global do dólar como moeda de reserva. A dívida do governo dos EUA ainda é um ativo atraente para países emergentes, afirmou.

A melhor forma de assegurar um dólar forte, acrescentou Bernanke, é manter a economia forte. Ele disse que a resposta do Fed para a crise financeira tem sido “extraordinária… Porque estamos em momentos extraordinários”. O setor privado vai, em algum momento, liderar novamente a alocação de capital, disse Bernanke. E quando isso acontecer, o Fed terá de retirar seus programas de apoio ao crédito. Alguns mercados financeiros já estão vendo melhoras “consideráveis”, disse. “Será um cálculo duro” avaliar o tempo certo para retirar os programas do Fed, disse Bernanke, durante a sessão de perguntas e respostas com os estudantes de Morehouse College. As informações são da Dow Jones.