São Paulo – As empresas ganharam mais tempo para encaminhar ao governo a Rais (Relação Anual de Informações Sociais) deste ano com as informações referentes a 2006 O Ministério do Trabalho e do Emprego prorrogou até o dia 30 o prazo de entrega da Rais a fim de atender à solicitação de diversas empresas, principalmente de órgãos públicos.

De acordo com o ministério, a justificativa de quem pediu o adiamento esteve relacionada a dificuldades de preenchimento do campo de contribuições sindicais, a novidade introduzida no ano passado. A Polícia Federal e Universidade Federal do Rio Grande do Norte, por exemplo, atribuíram a solicitação ao grande número de servidores – 10 mil e 5 mil, respectivamente.

O prazo para entrega do documento era 15 de março, mas o ministério havia recebido até um dia antes 3,9 milhões de declarações, contra 4,4 milhões em igual período do ano passado. A Rais é uma espécie de censo do mercado formal de trabalho, pois disponibiliza dados sobre tipo de vínculo, remuneração, grau de instrução, data de nascimento e nacionalidade dos trabalhadores.

O ministério informa que a novidade é a alteração da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) que, além de ter as descrições modificadas, passa a ter códigos de sete dígitos. Para localizar o código correspondente à atividade econômica do estabelecimento, os declarantes precisam acessar a nova tabela, disponível no site www.cnae.ibge.gov.br .

Para encaminhar o documento, é preciso baixar o programa RaisNet2006 nos endereços eletrônicos www.mte.gov.br ou www.rais.gov.br . O programa responde pela transmissão do arquivo gerado pelo GDRais2006. O recibo de entrega estará disponível para impressão 15 dias após a entrega da declaração, nos mesmos sites na opção ?Impressão de Recibo?.

Orientações quanto ao preenchimento das informações ou para instalação dos programas podem ser obtidas nos mesmos endereços eletrônicos, na opção ?Fale Conosco?, ou pelo telefone 0800 7282326.