enkontra.com
Fechar busca

Economia

economia

Indústria fecha 198 mil vagas no trimestre encerrado em fevereiro, diz IBGE

  • Por Estadão Conteúdo

A indústria fechou 198 mil vagas no trimestre encerrado em fevereiro de 2019 em relação ao trimestre imediatamente anterior, terminado em novembro de 2018. Na mesma base de comparação, a construção civil fechou 155 mil postos de trabalho. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta sexta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com um ano antes, a indústria cortou 85 mil vagas, enquanto o setor da construção civil cortou 9 mil postos de trabalho. Também houve corte de vagas nos serviços domésticos, com 133 mil trabalhadores a menos em um ano; na agricultura, com menos 79 mil empregos; e no comércio, com 12 mil trabalhadores a menos.

Para Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, esse fechamento de vagas sinaliza fraqueza na atividade econômica e é negativo porque a indústria não costuma dispensar trabalhadores no início do ano, como faz o comércio, geralmente por causa da contratação sazonal de temporários no fim do ano anterior.

“A indústria não tem característica de perder postos de trabalho nesta época do ano”, afirmou Azeredo.

O pesquisador destacou ainda a queda 574 mil pessoas na população ocupada na atividade de “administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais” na passagem do trimestre encerrado em novembro de 2018 para o trimestre terminado em fevereiro deste ano.

Segundo Azeredo, isso se deveu à demissão de funcionários temporários das prefeituras, especialmente no setor de educação.

Na comparação com um ano antes, no trimestre terminado em fevereiro de 2018, houve uma criação de 466 mil vagas. Segundo Azeredo, o crescimento em um ano pode estar relacionado ao fato de 2018 ter sido ano eleitoral, mas os dados da Pnad não comprovam isso diretamente.

Azeredo destacou ainda o avanço na população trabalhando no setor de transportes. São 133 mil a mais na comparação com o trimestre imediatamente anterior e 245 mil pessoas a mais na comparação com o trimestre terminado em fevereiro de 2018. O movimento é explicado pelo aumento das pessoas trabalhando como motoristas de aplicativo, fenômeno já verificado nos últimos meses.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas