Na véspera do início do cronograma dos saques de até R$ 500 por conta ativa e inativa do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse nesta quinta-feira (12), que o banco está preparado para a operação de pagamentos que, segundo ele, será a maior da história do País.

+ Leia mais: ‘Não tô lá dentro, pra não ficar olhando a cara das pessoas que tiraram a vida do meu filho’, diz mãe de torcedor assassinado

“A cada duas semanas vamos liberar cerca de R$ 5 bilhões. A Caixa está preparada para atender a população com tranquilidade”, afirmou Guimarães, em uma “live” na página do banco no Facebook.

“Serão R$ 15 bilhões liberados para cerca de 30 milhões de pessoas apenas neste primeiro mês”, acrescentou o presidente.

As agências da Caixa terão duas horas a mais de expediente na sexta-feira, 13, e funcionarão no sábado, 14. O horário estendido de funcionamento também valerá para segunda-feira, 16, e terça-feira, 17, da próxima semana.

+ Leia ainda: Confusão entre torcedores do Athletico e PMs termina com homem baleado

O vice-presidente de Distribuição, Atendimento e Negócios da Caixa, Válter Gonçalves Nunes, lembrou que os saques também poderão ser realizados nas redes de lotéricas e de correspondentes bancários.

Os clientes da poupança individual da Caixa que nasceram de janeiro a abril terão crédito automático em suas contas já amanhã.

A partir do dia 27 deste mês, os valores estarão disponíveis para os clientes da poupança no Banco nascidos entre maio e agosto. No dia 9 de outubro será a vez dos poupadores da Caixa nascidos de setembro a dezembro. Os correntistas do banco também podem aderir ao crédito automático em conta.

+ Leia mais: Malandros aproveitam o saque de R$ 500 do FGTS pra dar golpe pelo Whatsapp

Já os não correntistas do banco poderão sacar os valores do FGTS de acordo com um cronograma que começa de 8 de outubro deste ano – para os nascidos em janeiro – e segue escalonado, com o último grupo – dos nascidos em dezembro – com início apenas em 6 de março de 2020.

Os valores devem ser sacados do fundo até 31 de março de 2020. Os clientes que não quiserem retirar os valores devem comunicar a Caixa até 20 de abril de 2020. Quem estiver fora do País poderá receber os valores nas embaixadas brasileiras credenciadas pelo banco.

Após a soltura de Allana, Cristiana Brittes também vai deixar a prisão