O dólar comercial fechou hoje valendo R$ 2,253 no mercado interbancário, registrando baixa de 3,01%. A moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 2,25 e a máxima de R$.2,307. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista também caiu 3,01%, para R$ 2 252.

O mercado de câmbio, esta manhã, operou ainda sob o efeito do leilão de cerca de US$ 400 milhões em swaps cambiais realizado ontem. Como é a Ptax (taxa média do câmbio) de hoje que liquida esses contratos, os investidores movimentaram-se para acentuar a queda da cotação do dólar. Fora isso, a desvalorização da moeda norte-americana já era esperada pelo fato de o mercado externo mostrar relativa tranqüilidade.

A ptax de hoje será usada como referência inicial para apuração da correção cambial mais juros embutida nos contratos de swap cambial. Ou seja, quanto mais baixa fechar a ptax de hoje maior pode ser o espaço para o dólar subir até o vencimento dos contratos vendidos ao mercado. Por isso, os investidores que compraram esses contratos têm interesse na queda do dólar que, por tabela, afeta a formação da ptax e os favorece.