Professores e alunos da rede pública do Paraná entrarão em recesso escolar a partir deste sábado (18). As aulas que estão sendo realizadas de maneira remoto retornam no dia 27 de julho. O anúncio foi realizado pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. Quantos ao retorno presencial nas escolas, ainda não existe uma data definida.

A medida de se promover o recesso faz parte do calendário escolar, pois quando a quarentena começou no dia 20 de março, as escolas estaduais tiveram um recesso de duas semanas. Somente no início de abril, ocorreu a implantação das aulas não presenciais atingindo mais de um milhão de alunos da rede de ensino. Renato Feder, secretário estadual da Educação, reforça que o governo estadual foi ágil na decisão de utilizar o ensino online e com isto, a grade curricular não foi prejudicada. “Fomos um dos primeiros a implantar um sistema online e, por isso, nossa grade curricular não foi prejudicada”, disse o secretário. As transmissões das aulas aconteceram pela TV aberta, YouTube, Aplicativo e Google Classroom.  

Reprises

Para este período de recesso, as aulas serão reprisadas. A ideia é reforçar o ensino para aqueles alunos que tenham perdido algum conteúdo. No entanto, as lives de formação serão interrompidas. “Nossos servidores fizeram um maravilhoso trabalho nos dois primeiros trimestres. Esse recesso é uma boa oportunidade para descansarem e recarregarem as energias. Já as reprises serão de conteúdos essenciais para o aprendizado. Se o aluno quiser reforçar conteúdo ou colocar em dia suas atividades, também será uma boa oportunidade”, explicou o  diretor de Educação, Roni Miranda Vieira.

E as aulas presenciais?

Ainda não existe uma data precisa para o retorno dos alunos nas escolas. Para buscar uma solução, um protocolo está sendo preparado e com várias mudanças em relação ao período sem pandemia. Turmas divididas em salas de aula e aulas online, faixa etária, recreio em horários diferentes e na sala de aula, afastamento de 1,5 metro entre os alunos com turmas com no máximo de 20 a 25 alunos. Ainda no protocolo, caso ocorra a confirmação de um caso de coronavírus, a escola inteira entra em quarentena, ficando fechada por 14 dias.