enkontra.com
Fechar busca

Curitiba e Região

Caminhoneiros

Protesto de caminhoneiros fecha estradas no entorno de Curitiba

Aumento no preço do diesel causa revolta em motoristas e bloqueios fecham parcialmente duas rodovias que cortam Curitiba. Litoral também tem interdição na via que dá acesso ao porto de Paranaguá

  • Por Redação

A mobilização nacional de caminhoneiros contra o aumento do valor do diesel faz com que haja bloqueios em rodovias de todo o país desde o começo da manhã desta segunda-feira (21). Em Curitiba, pelo menos duas delas enfrentam problemas de congestionamentos pelo protesto dos caminhoneiros, a BR-116 e a BR-277, mas em nenhuma delas há interdição total das pistas. Não há previsão para o fim da greve dos caminhoneiros.

Em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), uma das faixas da BR-116 está bloqueada a partir do quilômetro 67. Já em Paranaguá, no litoral do Paraná, os caminhoneiros interditam o quilômetro 6 da BR-277. Em ambos os trechos, as concessionárias responsáveis informam que há lentidão, mas não foi divulgado ainda o tamanho dos congestionamentos.

+ Viu essa? Discussão por som alto termina em assassinato em bairro nobre de Curitiba

Em todo o Estado, uma determinação judicial de interdito proibitório faz com que os caminhoneiros sejam proibidos de fechar totalmente as rodovias federais, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora. Os motoristas também estão proibidos de invadir praças de pedágios, com multa de R$ 20 mil por hora de invasão.

Além das manifestações em Curitiba e RMC, também foram registrados protestos em outras regiões do Paraná. O quilômetro 502 da BR-376, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, tem lentidão. Já mais a frente, no interior do estado, outro protesto no quilômetro 257 da BR-376.

>>> Leia também: Morador de rua é encontrado morto após madrugada mais fria do ano

Também foram registradas manifestações nos quilômetros 43 e 112 da BR-153. Já na PR-090, no acesso para a cidade de Assaí, caminhoneiros estão proibidos de passar pela rodovia, apenas carros de passeio e ambulâncias.

Nacional

Por conta do aumento, em várias partes do país há registros de bloqueios de rodovias. Os caminhoneiros já tinham prometido entrar em greve na semana passada, se não fossem atendidas uma série de reivindicações apresentadas ao governo federal, entre elas a que diz respeito aos preços do diesel. O preço do combustível usado pelos motoristas de caminhão subiu na última sexta-feira (18), quando a Petrobrás elevou em 0,80%.

Bloqueios em rodovias durante greve de caminhoneiros estão proibidos

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

33 Comentários em "Protesto de caminhoneiros fecha estradas no entorno de Curitiba"


robin
robin
6 meses 25 dias atrás

Mas, toda esta greve só colabora para o caos social que o Brasil vive, para ficar cada vez mais pobre e oprimido frente as grandes economias estrangeiras.

robin
robin
6 meses 25 dias atrás

Penso se os caminhoneiros fizessem uma Associação ou Cooperativa onde comprassem diesel em grande quantidade e vendessem a preço de custo aos seus associados.

robin
robin
6 meses 25 dias atrás

Voltamos ao velho Egito onde os escravos puxavam toneladas de pedras para construir Pirâmides enquanto os faraós estavam nos palácios no bem bom. Hoje o povo, caminhoneiros, e pessoas em geral carregam os impostos nas costas e os Faraós estão nos palácios aumentando mordomias.

Fox
Fox
6 meses 25 dias atrás

Sou a favor dos caminhoneiros e contra essa lei de proibição. O povo reclama tanto de ditadura, mas não sabe que o cabresto já está lá a bastante tempo…

Inversão de Valores
Inversão de Valores
6 meses 25 dias atrás

Quanto mais tempo parado, menos pessoas esses caminhoneiros matam nas estradas. Que fiquem bastante tempo parados.

José
José
6 meses 25 dias atrás

E seu PDP aí vc vai de mula busca o papel q vc limpa a bunda seu corno

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas