A polícia procura por um dos envolvidos no latrocínio (roubo com morte) do policial militar Sérgio Neves, 42 anos, ocorrido em 7 de agosto, no Pinheirinho. Patrik Júlio de Oliveira, 24 anos, foi preso dois dias após o crime, e já foi denunciado pelo Ministério Público.

Porém, não há pistas de quem seja seu comparsa. A família acredita que, com a divulgação da imagem de Patrik, é possível que alguém o reconheça e saiba quem é o outro criminoso.

O latrocínio aconteceu por volta das 20h40, em frente à igreja Irmãos Menonitas, na Rua Izaac Ferreira da Cruz, próximo à Rua José Ferreira da Rocha. O cabo Neves e seu irmão, que é sargento da PM, saíam da igreja e foram abordados pela dupla de assaltantes.

Patrik se aproximou do cabo Neves e anunciou o assalto, pedindo a chave do carro. Segundo denúncia do MP, eles entraram em luta corporal, enquanto o outro assaltante entrou no carro da vítima. Após atirar no cabo Neves, Patrik entrou no veículo e os criminosos fugiram.

Apelo

O policial morreu dois dias depois. O carro foi encontrado no dia seguinte ao crime, sem o rádio e o alarme. Patrik foi localizado pela polícia, reconhecido pelo irmão do cabo e autuado em flagrante.

Quem tiver informações sobre o comparsa de Patrik, pode telefonar para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), responsável pelas investigações, no número 3314-6400.