Pesquisa eleitoral realizada pelo instituto Paraná Pesquisas apontou que o atual prefeito Rafael Greca (DEM) lidera tanto na pesquisa espontânea quanto em dois cenários com diferentes candidatos na disputa. A pesquisa, divulgada nesta sexta-feira (04) ouviu 800 eleitores por telefone entre os dias 30 de agosto e 3 de setembro de 2020.

+Leia mais! Partidos definem nomes para a disputa da prefeitura de Curitiba. Veja os 17 possíveis candidatos

Segundo a pesquisa espontânea, Rafael Greca (DEM) tem 16,8% das intenções. Na sequência está Ney Leprevost (PSD), com 2,1% e Gustavo Fruet (PDT) em terceiro com 1,9%. O que chama atenção na pesquisa espontânea é o alto número de eleitores que não sabem em quem votar.

Pesquisa espontânea

Rafael Greca: 16,8%
Ney Leprevost: 2,1%
Gustavo Fruet: 1,9%
Delegado Francischini: 1,4%
Cristiane Yared: 0,5%
Luizão: 0,4%
Outros nomes citados: 1,1%

Não sabe: 67,1%
Ninguém: 8,8%

Estimulada – Cenário 1

Nesta pesquisa Rafael Greca tem 40% das intenções de voto, seguido de Ney Leprevost, com 10,9% e Gustavo Fruet com 9,9%.

Rafael Greca (DEM): 40%
Ney Leprevost (PSD): 10,9%
Gustavo Fruet (PDT): 9,9%
Delegado Francischini (PSL): 8,1%
Christiane Yared (PL): 4,1%
Luizão (Republicanos): 3,6%
Cida Borghetti (PP): 2,3%
Dr João Guilherme (Novo): 1,8%
Caroline Arns (Podemos): 1,6%
Professor Renato Mocellin (PV): 0,4%
Paulo Opuszka (PT): 0,3%
Zé Boni (PRTB): 0,3%
Letícia Lanz (PSOL): 0,1%
Professor Eloy Casagrande (REDE): 0,1%

Não sabe: 5,5%
Nenhum: 11,1%

Estimulada – Cenário 2 – Sem Ney Leprevost

Rafael Greca (DEM): 43,6%
Gustavo Fruet (PDT): 12,1%
Fernando Francischini (PSL): 10,1%
Christiane Yared (PL): 4,5%
Luizão (Republicanos): 3,8%
Cida Borghetti (PP): 2,5%
João Guilherme (Novo): 2,1%
Caroline Arns (Podemos): 1,9%
Professor Renato Mocellin (PV): 0,5%
Letícia Lanz (PSOL): 0,3%
Paulo Opuszka (PT): 0,3%
Zé Boni (PRTB): 0,3%
Professor Eloy Casagrande (REDE): 0,1%

Não sabe: 5,5%
Ninguém: 12,5%

Para a pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº PR-04183/2020, foram entrevistados 800 eleitores, no período de 30 de agosto a 3 de setembro. O grau de confiança é de 95% e a margem de erro, de aproximadamente 3,5%.