A primeira etapa de restauração do Palácio Belverde, edifício histórico que foi consumido por um incêndio em dezembro de 2017, deverá ser concluída até 25 de fevereiro. O edifício está recebendo a cobertura, que vai possibilitar que o prédio fique seco e as outras etapas da reforma sejam iniciadas.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Nesta sexta-feira (8) os arquitetos Mauro Magnabosco e Carla Frankl, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Laressa Chornobay, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, e Rachel Tessari, da Coordenação do Patrimônio Cultural (CPC) da Secretaria de Estado da Cultura, vistoriaram o local para acompanhar o andamento dos trabalhos.

Cronograma

As obras da cobertura devem ser concluídas, para que os trabalhos de restauro do edifício avancem. Foto: Divulgação/Lucilia Guimarães/SMCS
As obras da cobertura devem ser concluídas, para que os trabalhos de restauro do edifício avancem. Foto: Divulgação/Lucilia Guimarães/SMCS

Exemplar da arquitetura Art Nouveau, o Belvedere foi construído em 1915, pelo então prefeito Cândido de Abreu, para ser o mirante do ponto urbanizado mais alto da capital naquela época. Hoje, é tombado pelo Patrimônio do Estado e cadastrado como Unidade Especial de Interesse de Preservação (Uiep). O restauro deverá ser concluído no segundo semestre deste ano, com previsão para o mês de agosto.

+ Leia mais: Homem que atropelou ciclistas na BR-277 e fugiu deve se apresentar hoje

A recuperação do prédio está orçada em cerca de R$ 1,2 milhão, com recursos de potencial construtivo, e faz parte das ações da Prefeitura de recuperação do patrimônio histórico e cultural da cidade, determinados pelo prefeito Rafael Greca.

Os trabalhos foram iniciados em meados de dezembro de 2018 com a limpeza do local e preparação para as obras. Segundo o engenheiro responsável, Laerte Rigolon, da empresa Conex, vencedora da licitação, após a cobertura, as obras seguirão com a restauração da alvenaria e da carpintaria interna, envolvendo o piso, vigas e esquadrias. Depois serão feitas as instalações elétricas, instalado o forro e lixadas e pintadas as paredes.

Foto: Divulgação/Lucilia Guimarães/SMCS
Responsáveis pelas obras de restauro vistoriaram o local para acompanhar o andamento dos trabalhos. Foto: Divulgação/Lucilia Guimarães/SMCS

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Carro automático dirigido por idosa invade loja de posto e acaba ferindo cliente