Matinhos está na contramão do restante do litoral nas ocorrências de perturbação de sossego no verão, de acordo com balanço da Polícia Militar (PM). Enquanto a cidade registrou aumento de 26,3% nos 30 primeiros dias da atual Operação Verão, todas as cidades de praias juntas registraram queda de praticamente metade deste tipo de ocorrência, com 48,9% de redução. Os dados se referem ao período entre 21 de dezembro de 2019 e 20 de janeiro deste ano.

De acordo com a PM, nos primeiros 30 dias de operação, a perturbação do sossego em Matinhos foi responsável por quase metade dos atendimentos da Central 190, um total de 48%. Já na operação passada, este tipo de ocorrência representou 38% dos atendimentos da Polícia Militar na cidade.

LEIA+ Motoristas de apps protestam contra cadastro em Curitiba e São José dos Pinhais nesta segunda

Não há informações precisas sobre o motivo do deste aumento em Matinhos. No entanto, o major Luciano Romão, subcomandante da Operação Verão Maior, aponta a grande rotatividade de turistas como um fator a ser levado em consideração.
“Neste ano, os turistas estão passando períodos mais curtos nas praias. A cada novo fim de semana, esse público de turistas muda. Isso significa que todo o trabalho de prevenção sobre perturbação do sossego realizado no fim de semana anterior precisa ser refeito”, explica.

A PM estima que a mudança geral de público nas praias do Paraná a cada fim de semana fique entre 50% e 60%. “São pessoas novas que chegam por aqui com intenções diferentes. Alguns vêm para encontrar sossego, outros para se divertir de forma mais agitada. De maneira geral, a PM tem trabalhado no sentido de orientar as pessoas para a boa convivência, pois quem liga som alto precisa ser alertado que está incomodando o outro”, reforça o major.

Essa postura da PM, ainda de acordo com o subcomandante da Operação Verão Maior, tem colaborado para diminuição significativa dos índices gerais de perturbação do sossego nas praias do Paraná. “Matinhos é um ponto fora da curva. No balanço geral, houve uma redução desses casos no litoral”, reforça.

Na operação de 2018/2019, foram 237 casos de perturbação do sossego registrados em todo o Litoral do Paraná nos primeiros 30 dias da temporada. Agora, foram 121 ocorrências em 30 dias. A média de atendimento diário da PM na temporada passada foi de 7,40 casos por dia, contra 3,78 casos na atual operação. A PM não informou os números de ocorrências por cidade.

Ao contrário de Matinhos, o balanço mostra que os casos de perturbação do sossego em Guaratuba e Pontal do Paraná diminuíram. Em Guaratuba, este tipo de atendimento representava 70% das chamadas na Central 190 na temporada passada, nesta foi para 33% – queda de 52,8%. Já em Pontal do Paraná, na temporada passada a perturbação de sossego representava quase a totalidade dos acionamentos no 190, com 93% das ocorrência. Agora, foi para 25% do total de ocorrências – queda de 73,1%.

Casos graves

Os casos mais graves, em que é preciso encaminhar os envolvidos para a delegacia, também reduziram nesses 30 dias de Operação Verão Maior, segundo a PM, de 72 para 56 casos – redução de 22%.

“Estamos estudando formas de diminuir esses índices desde setembro, quando o movimento no Litoral começa com o feriado de 7 de Setembro. Com a experiência, na Operação Verão Maior optamos por distribuir cerca de 1 milhão de panfletos de orientação para os veranistas sobre como se comportar para evitar transtornos relacionados ao tema”, aponta o major Romão.